Trigo: estimativa de redução de estoque impulsiona preço externo

Semeadura de trigo começa no Brasil, segundo dados do Cepea

As cotações externas do trigo voltaram a subir, impulsionadas por estimativas de maior consumo e menor estoque mundiais na safra 2021/22. Em relatório divulgado neste mês, o USDA estimou o consumo global de trigo em 791,08 milhões de toneladas, alta de 0,5% sobre o relatório de março e 1,1% maior que o da temporada passada.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Já para os estoques mundiais, as estimativas foram revisadas para baixo, em 1,1% frente ao relatório de março e em 4,2% frente aos da safra 202/21, para 278,42 milhões de toneladas, principalmente com redução na Índia. Por outro lado, no Brasil, as cotações apresentam movimentos opostos: enquanto no mercado de balcão os valores caem, pressionados por expectativas de maior área semeada, no mercado de lotes, os preços avançam, acompanhando as valorizações externa e do dólar. No campo, a semeadura da nova safra foi iniciada no Paraná, de acordo com o Deral, mas ainda soma menos de 0,1% da área esperada.

Fonte: Cepea

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.