Vazio sanitário começará dia 10 de junho no Paraná

Período para controle da ferrugem asiática no Estado vai até o dia 10 de setembro

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou, no Diário Oficial da União, a Portaria 516, que estabelece os períodos de vazio sanitário para a soja em 21 Estados no ano de 2022.

Esta é a primeira vez que a medida fitossanitária está sob competência do Mapa. Ainda, o período de 90 dias, antes uma recomendação da Embrapa Soja, tornou-se obrigatório.

O vazio sanitário é uma medida que visa fazer o controle do fungo Phakopsora pachyrhizi, causador da ferrugem asiática na cultura da soja. Durante o período, é proibido semear ou manter plantas vivas da oleaginosa no campo. O objetivo é evitar a ocorrência da doença durante a safra, cujos danos podem atingir até 90% da produção.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

“A ferrugem asiática possui alto potencial destrutivo e é disseminada com muita rapidez, por isso a importância de que os produtores rurais se atentem ao período de vazio sanitário e sigam as orientações”, afirma Ana Paula Kowalski, técnica do Departamento Técnico e Econômico (DTE) do Sistema FAEP/SENAR-PR. “Além da propagação pelo vento, clima úmido e temperaturas amenas também favorecem a proliferação da doença, que pode se manifestar em qualquer estádio de desenvolvimento da cultura e em diferentes partes da planta”, complementa.

O Paraná é um dos Estados que mais sofre com a ferrugem asiática. Segundo o Consórcio Antiferrugem, em dezembro, foram registradas as primeiras ocorrências da doença na safra 2021/22 do Estado, além de São Paulo, Roraima e Minas Gerais.

Por Sistema FAEP/SENAR-PR

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.