Curiosidades

Vídeo: Guardas florestais removem pneu que estava no pescoço de Cervo por mais de 2 anos

Guardas florestais monitoram animal desde 2019, e precisaram usar um tranquilizante para se aproximar e retirar o objeto.

Por dois anos, um cervo foi visto com um pneu no pescoço. Agora, depois de várias tentativas, os oficiais de vida selvagem libertaram o animal do obstáculo.

O cervo-canadense foi avistado pela primeira vez por um oficial da Colorado Parks and Wildlife (CPW) em 2019 que estava conduzindo uma pesquisa populacional de ovelhas e cabras no Monte Evans Wilderness, no Colorado (EUA), de acordo com um comunicado da CPW divulgado na última segunda-feira (11).

“Por estar na floresta, não esperávamos realmente chegar aos cervos apenas por causa da proximidade ou distância da civilização”, disse o oficial da CPW, Scott Murdoch, no comunicado. “É mais difícil chegar quanto mais dentro da mata eles estão e geralmente quanto mais longe esses animais estão das pessoas, mais selvagens eles agem. Isso certamente funcionou nos últimos anos, foi muito difícil de encontrar, e mais difícil de conseguir chegar perto”.

Primeira vez em que o pneu foi visto no pescoço do animal, em 2019 / Colorado Parks and Wildlife

Desde então, o animal foi avistado várias vezes por câmeras de trilha e era conhecido por viajar entre os condados de Park e Jefferson. Funcionários monitoraram o animal ao longo dos anos e viram que o pneu não estava afetando sua capacidade de comer e beber. Mas as autoridades temiam que o animal ficasse emaranhado em galhos de árvores, cercas ou mesmo com os chifres de outro alce, de acordo com o oficial de informações públicas da CPW, Jason Clay.

Guardas dos EUA removem pneu que estava no pescoço de Cervo por mais de 2 anos

O CPW divulgou vídeos e imagens dos alces ao longo dos anos, na esperança de que a comunidade ligasse e relatasse se fosse visto. No último fim de semana, uma denúncia da comunidade de Pine, Colorado, levou os oficiais da vida selvagem a conseguirem ajudar o animal.

No último sábado (9), Murdoch e o oficial Dawson Swanson tranquilizaram com segurança o cervo e removeram o pneu. Os oficiais tiveram que cortar os chifres para tirar o pneu.

“Não foi fácil com certeza. Tivemos que movê-lo corretamente para retirar porque não fomos capazes de cortar o aço no talão do pneu”, disse Murdoch no comunicado à imprensa. “Teríamos preferido cortar o pneu e deixar os chifres para sua atividade no cio, mas a situação era dinâmica e tínhamos que tirar o pneu de qualquer maneira possível”.

Os policiais estimam que o pneu estava cheio de entulho e que o animal perdeu cerca de 16 quilos com a remoção do pneu e chifres. Eles também ficaram surpresos com a condição do pescoço do animal.

Esta foi a quarta vez em uma semana que os policiais tentaram tranquilizar o animal para remover o pneu, mas vários fatores, incluindo outros animais próximos, dificultaram os esforços.

“O equipamento tranquilizante é uma ferramenta de alcance relativamente curto e dado o número de outros cervos se movendo junto com outros fatores ambientais, você realmente precisa que as coisas corram a seu favor para ter uma chance ou uma oportunidade”, disse Swanson.

Os policiais disseram que os vizinhos ajudaram na área e que o alce se recuperou em questão de minutos, depois de administrar uma reversão de tranquilizante.

O mistério permanece em como e quando o alce ficou com o pneu preso. Mas a administração diz pode ter acontecido quando o cervo era mais jovem ou durante o inverno, quando troca os chifres.

As autoridades disseram que a saga deste alce apenas destaca a importância dos residentes viverem de forma responsável, tendo em mente a vida selvagem. Eles disseram que para as pessoas manterem suas propriedades livres de obstáculos, os animais selvagens podem ficar presos em redes, redes, varais de roupas e iluminação de férias.

Interessante né? deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe essa matéria!

Fonte: CNN

AGRONEWS® – Informação para quem produz

6 Comentários

    1. É oque eu penso tbm, mas chifre de alce vale muito, ainda mais inteiro e grande assim igual esse, isso aí foi puro interesse disfarçado de solidariedade para com animal, afinal se tinha anos, porque não fizeram nada antes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados