Desmatamento na Amazônia cresce 29% em 2016

O desmatamento na Amazônia teve crescimento de 29% em 2016. O dado é do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A taxa de remoção por corte raso, ou seja, quando há a remoção de toda a vegetação de uma área, foi de quase 8 mil Km² entre agosto do ano passado e julho deste ano, de acordo com o Instituto. O número é alto, visto que o País não atingia a marca de 7 mil Km² desmatados desde 2010.

O Inpe traz também que a maior taxa de desmatamento da Amazônia Legal foi no Pará, mais de 3 mil Km². Mas o Amazonas foi o estado com maior aumento de devastação: 54% superior ao período 2014-2015.

Mato Grosso continua ocupando o segundo lugar da lista, mesmo tendo registrado queda nas taxas, junto ao Acre.

Organizações não governamentais lamentaram os resultados. Para o Greenpeace, por exemplo, a perda de controle ilustra a falta de ambição do governo em lidar com o desafio de cessar a perda de florestas.

Já o Instituto Socioambiental ressaltou que a divulgação do novo dado coloca na berlinda a capacidade do Brasil de cumprir seus compromissos de zerar as derrubadas ilegais no País, até o ano de 2030.

Fonte: Agência Brasil

Siga o Agronews® nas redes sociais

Facebook AgronewsInstagram AgronewsTelegram AgronewsYoutube AgronewsWhatsapp Agronews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *