Mercado Financeiro

Piscicultura e irrigação terão 40% dos recursos do FCO Rural

A Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) aprovou a proposta do Conselho de Desenvolvimento Agrícola (CDA) de Mato Grosso, presidido pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Seneri Paludo e os projetos de piscicultura e irrigação serão considerados prioritários em 2016. Cada segmento terá até 20% da fatia dos financiamentos a serem liberados via Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO/Rural).

Nesta quarta-feira (02.12) a Sedec promove reunião para divulgar o direcionamento das linhas prioritárias do FCO/Rural para o Estado. A programação terá início às 15 horas, no Salão Cloves Vettorato, no Palácio Paiaguás.

Um dos objetivos da proposição da Sedec é o de fomentar a produção de peixe. Mato Grosso é o segundo maior produtor de pescado de água doce do país (60.964 mil/t), respondendo por 12,8% da produção nacional, segundo levantamento mais recente do IBGE.

“Há um grande potencial para aumentar a produção de peixe e um grande nicho de mercado para que o beneficiamento e a industrialização ocorram dentro do Estado, agregando valor à matéria-prima, assim como existe potencial para indústrias de insumos voltadas para abastecer essa cadeia produtiva”, afirma o secretário.

Quanto à irrigação, Mato Grosso terá o plano estadual, cuja minuta já foi elaborada pela Sedec e parceiros, para promover o desenvolvimento socioeconômico e sustentável das atividades, com o aumento da eficiência do uso da água.

A proposta do percentual específico para a piscicultura e irrigação feita pelo CDA já foi publicada pela Sudeco via resolução nº 37, de outubro de 2015. A previsão é de que o Condel (Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste) homologue as mudanças do fundo para 2016 na próxima reunião a ser realizada em dezembro.

Programação

Após a abertura do evento feita pela Sedec serão realizadas duas apresentações. A primeira sobre piscicultura, que ficará a cargo do secretário-executivo da Associação Brasileira da Piscicultura (Peixe BR), Francisco das Chagas de Medeiros. O segundo tema será sobre irrigação e será apresentado pelo professor da Universidade Federal de Viçosa (MG) Everardo Mantovani.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo