Em reunião virtual com a Nelore, fundador da Spoleto reconhece erro na lacração da carne

Lacração contra o setor da carne deu ruim e Spoleto reconheceu o erro cometido

O sócio-proprietário e fundador da Spoleto, Eduardo Ourívio, solicitou uma reunião virtual com a Nelore Brasil para reconhecer o equívoco cometido pela empresa e possíveis parcerias para o setor. A reunião, com duração de aproximadamente 50 minutos, aconteceu na manhã desta sexta-feira (21), com a participação do presidente da Nelore Brasil, Nabih Amin e do Gerente Executivo da entidade, Andre Locateli.

Entenda o caso

Na primeira semana do ano (06), a Associação de Criadores Nelore do Brasil – ACNB enviou uma carta de repúdio a empresa Spoleto em decorrência de uma publicidade que incentivava a redução do consumo de carne, esta atitude foi considerada como equivocada e como podemos perceber na foto abaixo de uma de suas lojas.

Em reunião virtual com a Nelore, fundador da Spoleto reconhece erro na lacração da carne
Publicidade equivocada sobre o consumo de carne – Loja Spoleto

Na carta de repúdio a Spoleto, o presidente da Nelore Brasil, Nabih Amin El Aouar, citou que em seus painéis (Spoleto), haviam mensagens equivocadas sugerindo que ao deixar de comer carne o consumidor estaria economizando água, reduzindo a emissão de CO2 e combatendo o desmatamento. O que não é verdade.

Ele aproveitou o comunicado para convidar a empresa para conhecer em mais detalhes do sistema produtivo da carne bovina brasileira, responsável pela geração de receitas e pela produção de alimentos para o Brasil e diversos países do mundo. “Juntos, podemos implementar ações de mitigação, identificação e correção de eventuais problemas existentes nos ambientes urbanos e rurais, valorizar o trabalho e os produtos de todos, gerar empregos e receitas e, efetivamente, TODOS NOS COMPROMETER COM A SUSTENTABILIDADE DO PLANETA, TODOS OS DIAS.“, convida Nabih.

Convite aceito

O sócio-proprietário e fundador da Spoleto, Eduardo Ourívio, solicitou uma reunião virtual com a Nelore Brasil para reconhecer o equívoco cometido pela empresa e possíveis parcerias para o setor. A reunião, com duração de aproximadamente 50 minutos, aconteceu na manhã desta sexta-feira (21), com a participação do presidente da Nelore Brasil, Nabih Amin e do Gerente Executivo da entidade, Andre Locateli.

Segundo Nabih, após lamentar muito o acontecimento equivocado, pedir desculpas e ainda reconhecer o erro cometido, Eduardo da Spoleto, sugeriu a promoção uma aliança com benefícios para todas as partes. “Comentamos que o setor agropecuário brasileiro ficou indignado com a atitude da sua empresa, especialmente pelo fato de prestar informações inverídicas à população como também por ser uma empresa totalmente ligada, dependente e mesmo assim, cometeu um erro grave de lacração ao setor agropecuário.“, explica Nabih.

Em reunião virtual com a Nelore, fundador da Spoleto reconhece erro na lacração da carne

Aliança em prol da carne

O presidente da Nelore comenta que estamos em tempos de mudanças e o maior objetivo desta ação será de união e soma de forças em prol do nosso setor, da criação de gado, da divulgação para o consumo da carne bovina, da demonstração dos seus benefícios para a saúde humana e atendendo todas as normas da legislação ambiental, trabalhista e sanitária.

Entretanto para iniciarmos uma parceria haverá a necessidade entre as ações acordadas que seja realizada nos monitores das lojas Spoleto uma divulgação favorável à criação de gado e ao consumo de carne bovina, em contrapartida à primeira divulgação totalmente lacradora e desfavorável ao setor pecuário.“, alerta Nabih.

A reunião deixou o empresário Eduardo Ourívio entusiasmado com a possibilidade de ajudar a promover a carne bovina. O presidente da Nelore Brasil aproveitou a oportunidade para incluir outros produtos do setor pecuário, como o leite. “Também sugerimos que posteriormente poderia ser incluso a promoção do leite (e derivados) pois é um produto co-irmão da carne e também faz parte dos ingredientes/alimentos que são comercializados pela sua empresa. Encerramos a reunião motivados e felizes pelas boas perspectivas e uma grande mudança de conceito. Acreditamos que poderemos ingressar num novo tempo e isso somente dependerá de nós mesmos.“, afirma Nabih Amin.

Setor leiteiro também pode se beneficiar

Ao final foi comunicado ao representante da Spoleto que seriam convidados, para as próximas reuniões, outros representantes de entidades/associações do setor pecuário brasileiro e isso foi aceito prontamente.

E o Bradesco? quando será que eles irão reunir e também formar um aliança em prol do setor agro brasileiro. Deixe nos comentários a sua opinião.

Por Vicente Delgado – AGRONEWS®

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.