Algodão: produtividade em 2022 se manteve em alta, confira!

As próximas semanas serão fundamentais para definir as condições das lavouras de algodão em Mato Grosso

Após um período de ótimas condições climáticas, que corroboraram para um cenário inicial otimista quanto às estimativas de rendimento da pluma de algodão no estado, no último mês, a ausência de precipitações deixou os cotonicultores em alerta, uma vez que, se esse cenário se estender, a reserva de umidade do solo não será o suficiente para manter a produtividade atual em algumas regiões do estado de Mato Grosso.

Por outro lado, os dados do TempoCampo trazem uma perspectiva de precipitações para os próximos trinta dias, que, se consolidada, tende a amenizar os riscos quanto à diminuição do rendimento da pluma em algumas localidades, visto que, as áreas com maiores riscos de serem comprometidas equivalem a 23,00% da área total estimada, uma vez que, foram semeadas fora da janela considerada ideal.

Sendo assim, a projeção para a produtividade no mês de abril/22 se manteve em 290,[email protected]/ha em Mato Grosso, alta de 4,76% em relação à safra de algodão passada.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Mercado Financeiro

Pluma valorizada: em reflexo do preço atrativo na Bolsa de NY, o preço da pluma de algodão em Mato Grosso valorizou 0,41% ante a semana passada, precificada na média de R$ 233,27/@.

Elevação nos contratos: seguindo o cenário externo, a paridade para o contrato de jul/22 exibiu alta de 7,89% no comparativo semanal, cotada na média de R$ 239,26/@.

Declínio da cotação: devido ao recuo no preço do petróleo, o poliéster registrou queda de 3,56% em sua cotação, quando comparado à semana passada, precificado a ¢ US$ 42,39/lp.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.