Mercado FinanceiroNotícias

Algodão segue com mercado global aquecido, analisa CONAB

O mercado de algodão, aquecido em nível nacional e internacional, é o destaque deste mês do boletim AgroConab, divulgado mensalmente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A publicação traz informações sobre preços internos e externos, quadro de oferta e demanda e perspectivas de curto e médio prazo das principais culturas de grãos e do mercado de carnes

No mercado internacional, os preços da pluma dispararam durante o mês de outubro, de acordo com o documento. Problemas climáticos nos EUA e na Índia, juntamente com a menor oferta na safra brasileira 2020/2021 e a recuperação da demanda mundial, inclusive da China, contribuíram para um cenário de preços muito elevados na Bolsa de Nova York.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Já os preços domésticos seguem em patamares nominais recordes e, com o dólar e o petróleo ainda mais valorizados, existe a possibilidade de se situarem acima da paridade de exportação em parte do primeiro semestre de 2022, com a rentabilidade que pode ultrapassar a do milho. A área a ser plantada deverá ser ainda maior do que a prevista pela Conab em seu primeiro levantamento (1.510 mil hectares), desde que não haja problemas na janela de plantio.

Oferta e demanda

Em relação ao consumo doméstico, a expectativa é que sejam demandadas 725 mil toneladas em 2021. A recuperação no consumo é viabilizada pela vacinação (que contribui para a mitigação gradual da pandemia), além da reposição de estoques devido à menor aquisição por parte da indústria nacional no ano de 2020. Já no campo das exportações, em razão da menor oferta da safra 2020/2021, a expectativa é que em 2022 sejam exportadas 2,0 milhões de toneladas, o que representa uma queda de 4,8% em relação ao estimado para 2021.

AGRONEWS® – Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados