Diárias de Mercado

Algodão: valor poderá se sustentar em 2022

algodão

O maior consumo, a produção inferior e os menores estoques de passagem mundial e nacional devem dar suporte à cotação do algodão em pluma no início de 2022

Além disso, diante dos atuais patamares dos preços internacionais, da elevada paridade de exportação e o fato de que boa parte da safra 2020/21 já está comprometida, os valores domésticos devem continuar firmes e/ou em alta também na entressafra.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Quanto à safra 2021/22, espera-se que a produção aumente. Colaboradores do Cepea indicam que, com as chuvas mais regulares nesta temporada, a semeadura do algodão de segunda safra deve acontecer dentro da “janela ideal”, principalmente em áreas de soja de Mato Grosso, maior produtor nacional da pluma.

No entanto, agentes estão preocupados com o elevado custo de produção no campo, diante, especialmente, das valorizações dos fertilizantes, um dos principais insumos utilizados da cotonicultura. Segundo a Conab, a produção nacional deve somar 2,61 milhões toneladas na temporada 2021/22, alta de 10,7% frente à anterior e a terceira maior da história.

Fonte: Cepea

AGRONEWS® – Informação para quem produz

Artigos relacionados
Diárias de MercadoNotícias

Algodão: indicador recua expressivos 22% em junho

Mercado FinanceiroNotícias

Imea divulgou a 9ª estimativa da safra de algodão 2021/22 de Mato Grosso

Mercado FinanceiroNotícias

Algodão: confira o relatório de semeadura dos EUA

Diárias de Mercado

Algodão: indicador recua quase 9% nesta parcial de junho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.