conecte-se conosco

Diárias de Mercado

Café: bolsa de NY e dólar em baixa devem travar mercado interno

Publicado

em

cafe

O mercado brasileiro de café deve ter mais um dia de escassos negócios nesta sexta

O cenário não melhorou na comparação com ontem: tanto Nova York quanto dólar operam no território negativo. A tendência é de compradores e vendedores retraídos.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O mercado registrou preços estáveis na quinta-feira. O comportamento errático do arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US), que fechou próximo da estabilidade, assim como o dólar, deu o tom dos negócios no Brasil. O dia foi arrastado na comercialização, com poucos negócios.

No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação terminou o dia em R$ 785,00/795,00 a saca, estável. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 800,00/810,00 a saca, inalterado.

Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 590,00/595,00 a saca, sem mudanças. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, ficou em R$ 450,00/455,00 a saca, estável.

Bolsa de Nova York

Os contratos com entrega em julho registram desvalorização de 0,4% na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 145,80 centavos de dólar por libra-peso.

https://agronews.tv.br/centro-oeste-nao-e-contemplado-pelo-experiencias-do-brasil-rural/

Os contratos com entrega em julho/2021 fecharam a quinta-feira a 146,40 centavos de dólar por libra-peso, com desvalorização de 0,10 centavo, ou de 0,1%.

Câmbio

O dólar comercial registra baixa de 0,6% a R$ 5,281.

Por Dylan Della Pasqua – Agência Safras

AGRONEWS – Informação para quem produz

Publicidade
Clique para comentar

Comente sobre esta matéria

Tendências