Café: preços devem subir no Brasil, seguindo NY e dólar

Os preços do café deverão subir nas principais praças do país nesta quinta, acompanhando a trajetória positiva dos contratos futuros em Nova York e a valorização do dólar frente ao real. A movimentação deve ganhar força, mas limitada pela retração do vendedor.

cafe

O mercado apresentou preços estáveis na quarta-feira. A queda do dólar foi compensada pelos ganhos do arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US). O dia foi calmo na comercialização no país, apenas com algumas indústrias de consumo interno aparecendo mais para as negociações.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação terminou o dia em R$ 1.050,00/1.060,00 a saca, estável. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 1.060,00/1.070,00 a saca, inalterado.

Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 870,00/880,00 a saca, estável. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, ficou em R$ 665,00/670,00, cotação inalterada.

Bolsa de Nova York

Os contratos com entrega em dezembro registram valorização de 0,45%na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 187,20 centavos de dólar por libra-peso.

A posição dezembro/2021 fechou a quarta-feira a 186,35 centavos, ganho de 0,60 centavo, ou de 0,3%.

Por Dylan Della Pasqua – Agência Safras

AGRONEWS – Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.