Diárias de Mercado

Café: preços devem subir no mercado interno e na Bolsa de NY

Os preços do café devem ganhar terreno nesta quinta nas principais praças do país, acompanhando a recuperação dos contratos futuros em Nova York. O ritmo dos negócios deverá seguir moderado, com o dólar abaixo de R$ 5,00. O clima segue na pauta dos negociadores.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O mercado teve uma quarta-feira de preços pouco alterados. Atenções seguiram em torno do frio intenso em muitas regiões, com geadas noticiadas no Paraná e em partes de São Paulo, com a promessa de mais frio para esta quinta-feira. A baixa moderada do arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) foi compensada pela alta do dólar. O dia foi de mercado regionalizado, mais ativo em algumas regiões, como na Zona da Mata e para o conilon no Espírito Santo.

No sul de Minas Gerais, o café arábica bebida boa com 15% de catação terminou o dia em R$ 825,00/830,00 a saca, estável. No cerrado mineiro, arábica bebida dura com 15% de catação teve preço de R$ 830,00/835,00 a saca, inalterado.

Já o café arábica “rio” tipo 7 na Zona da Mata de Minas Gerais, com 20% de catação, teve preço de R$ 630,00/635,00 a saca, sem mudanças. O conilon tipo 7 em Vitória, Espírito Santo, ficou em R$ 495,00/500,00 a saca, contra R$ 490,00/495,00 de ontem.

Bolsa de Nova York

Os contratos com entrega em setembro registram valorização de 1%na Bolsa de Mercadorias de Nova York (ICE), cotados a 161,35 centavos de dólar por libra-peso.

A posição setembro/2021 fechou a quarta-feira a 159,75 centavos, queda de 0,45 centavo, ou de 0,3%.

Câmbio

O dólar comercial registra baixa de 0,14% a R$ 4,964. O Dollar Index registra perda de 0,14% a 92,31 pontos.

Por Agência Safras

AGRONEWS – Informação para quem produz

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados