Com chuvas regulares no MT, Bom Futuro bate recorde no plantio da soja

Com 40% da área total de 313 mil hectares já está cultivado, grupo informa que é um recorde para o período em 24 anos

As chuvas começam a ficar regulares em Mato Grosso e o plantio de soja deve ser agilizado nos próximos dias. Na Bom Futuro, 40% da área total de 313 mil hectares já está cultivado, o que é um recorde para o período em 24 anos. De 16 a 30 de setembro, depois do fim do período de vazio sanitário, as condições climáticas favoreceram o plantio de 116 mil hectares.

De acordo com o diretor de Produção da Bom Futuro, Inácio Modesto Filho, a safra 2022/2023 se apresenta favorável a um plantio de variedades precoces e dentro da janela ideal para boa produtividade. “Quanto mais cedo ocorre o plantio, melhor é a produtividade. Da mesma forma, favorece a próxima safra de algodão, que é o carro chefe da Bom Futuro”, explica.

Com chuvas regulares no MT, Bom Futuro bate recorde no plantio da soja

Expectativas da Bom Futuro

Por enquanto, as chuvas estão regulares na região de Matupá e há déficit hídrico na região do Araguaia. Porém, especialistas da empresa informam que em alguns dias haverá precipitações gerais por todo Mato Grosso.

Estamos no pico do plantio da soja na Bom Futuro. Com tudo cultivado nesta janela, a expectativa é que a produtividade fique entre 65 e 70 sacas por hectare”, afirma o diretor. Na safra 2021/2022, a Bom Futuro cultivou 316 mil hectares de soja e a lavoura teve produtividade média de 67 sacas por hectare.

Se seguirmos conforme o planejado, conseguiremos cultivar o algodão entre final de dezembro e início de janeiro, o que também será uma janela ideal para a pluma”, acredita Inácio.

Por: Assessoria Bom Futuro

AGRONEWS® é informação para quem produz

Siga o Agronews® nas redes sociais

Facebook AgronewsInstagram AgronewsTelegram AgronewsYoutube AgronewsWhatsapp Agronews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *