Em Goiás, Emater abre ao público biblioteca especializada no agro com 20 mil volumes

Disponível a toda comunidade, estrutura moderna conta com acervo composto por itens relacionados à agropecuária goiana, além de espaço multimídia e sala de estudos

O Centro de Tecnologia e Capacitação (Centrer) da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), além de unidades didáticas e alojamento, conta também com um grandioso acervo de aproximadamente 20 mil volumes de livros, teses, periódicos, folhetos, apresentações em congressos, mapas e cartografia histórica de Goiás. Todo o material, destinado a fomentar conhecimento e preservar a produção técnico-científica do Estado nas áreas de agricultura e pecuária, compõe a Biblioteca “Pedro Português”.

O nome é uma homenagem ao pesquisador Pedro Manuel Figueira de Oliveira, que foi servidor da Emater e dedicou sua vida profissional à sociedade goiana. O acervo, conforme explica a diretora de Gestão Integrada da Emater, Maria José Del Peloso, é um repositório de documentos e publicações que também conta com a colaboração de outros órgãos estaduais. “A biblioteca recebe publicações de outras entidades, assim como faz o que chamamos de ‘Comunicação Bibliográfica’, colocando à disposição de outras bibliotecas as nossas publicações”, informa.

Sendo um repositório colaborativo, a Biblioteca “Pedro Português” conta com uma parte dedicada à memória técnica de algumas instituições públicas do Estado, em especial da Associação de Crédito e Assistência Rural do Estado de Goiás (Acar Goiás), da Emgopa (Empresa Goiana de Pesquisa Agropecuária) e da Agência Rural, contando a história da Emater. O espaço também possui área multimídia e espaço para coworking. Além disso, dispõe de uma sala de estudos com computadores, TV e mesas redondas.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Além de objetivar o fomento do conhecimento e da produção técnico-científica de estudantes, pesquisadores e toda a comunidade goiana, a biblioteca também contribui para melhorar a qualidade do serviço da própria Emater, como explica a assistente de Gestão Administrativa Ivanete dos Santos. “Uma vez que a Agência conta com vários profissionais de formações diferentes, como agrônomos, veterinários e outros, é importante que eles consultem esse acervo bibliográfico para melhorar o serviço prestado à comunidade”, ressalta.

Atualmente, o acervo da Biblioteca “Pedro Português” está sendo digitalizado e catalogado para disponibilização das obras tanto on-line quanto para liberação de empréstimos.

A Biblioteca “Pedro Português” faz parte do Centrer, no Complexo de Inovação Rural da Emater. O espaço é localizado na Rodovia R-2, Quadra Área, Lote AR-3, no Campus Samambaia, e está aberto a visitação pública das 8h às 18h.

Por Emater Goiás

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.