Emater participa do XXVIII Congresso Brasileiro de Entomologia, em Fortaleza

O Congresso Brasileiro de Entomologia visa proporcionar uma troca de experiência entre pesquisadores, produtores rurais e comunidade externa

Entre os dias 30 de agosto e 02 de setembro, acontece o XXVIII Congresso Brasileiro de Entomologia (CBE), no Centro de Eventos do Ceará (CEC), em Fortaleza. A Emater é apoiadora do encontro, que neste ano traz o tema “Biodiversidade: conhecer, conservar e utilizar”.

O evento ocorre de forma presencial e é promovido pela Sociedade Entomológica do Brasil (SEB) em parceria com instituições de ensino e de pesquisa do país. A Agência faz parte da Comissão Organizadora do Congresso e, através da diretora de Gestão Integrada da Agência, Maria José Del Peloso, a Emater apresentará cases de sucesso, uma prova real para soluções das demandas entomológicas que foram empregadas pelos produtores rurais de Goiás e outros estados.

Maria José é a coordenadora da Arena do Produtor e Consultor, um espaço dentro do CBE e com grande circulação de público dedicado a apresentações desses cases. Ela é a responsável por coordenar 11 apresentações de empresas públicas, na amostragem do uso de técnicas que foram adotadas no meio rural e que tiveram um resultado que solucionou o problema proposto. “Esta é uma oportunidade de troca de experiências e informações com pesquisadores de todo o Brasil. A Emater, enquanto protagonista no cenário de pesquisa pública no Estado de Goiás, certamente terá muito com o que contribuir, além de buscar outras perspectivas que possam agregar em nossa realidade local”, comenta.

O objetivo do congresso é proporcionar uma oportunidade para convivência e troca de experiências através de discussões e colaborações entre agentes científicos, empresas públicas e privadas e o público em geral a respeito de insetos que pertencem as cadeias de diversas culturas do Brasil, da América Latina e de outras partes do mundo.

Importância da pesquisa pública

A Emater, enquanto instituição que desenvolve pesquisa pública, sempre participa de eventos que valorizam a produção de materiais científicos que buscam difundir conhecimento nas camadas menos favorecidas da sociedade, como no caso do produtor rural familiar.

O diretor de Pesquisa da Emater, João Asmar Júnior, acredita que os estudos feitos por empresas públicas são fundamentais. “Nossas pesquisas visam desenvolver tecnologias com foco na agricultura familiar. O objetivo da instituição é fazer com que esse produtor consiga produzir com qualidade e aumentar a sua rentabilidade. Geralmente, ele precisa de um suporte para o direcionar e é a instituição que faz isso”, completa.

A apresentação de cases de sucesso no CBE é uma forma de difundir os resultados adquiridos a partir de técnicas utilizadas por pequenos produtores acompanhados de perto pela Emater. “A pesquisa entomológica é essencial para que você consiga trabalhar garantindo que a produção rural seja ambientalmente sustentável”, finaliza João Asmar.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

PROGRAMAÇÃO

31/08

  • 9h50 O estabelecimento do MIP em cultivos comerciais de tomate rasteiro e soja em Goiás – Cecília Czepak (Universidade Federal de Goiás – UFG)
  • 10h25 Bioinsumos: ferramentas para o manejo integrado de pragas – Taís Ferreira de Almeida (Emater Goiás)
  • 14h35 Milho: Processos agropecuários e agroindustriais relativos a insumos biológicos à disposição do produtor e consultor – Ivan Cruz (Embrapa Milho e Sorgo)
  • 16h15 Controle de broca (Curculionidae) na Cultura da Seringueira – Dilma Ono (CATI/SP)

01/09

  • 9h20 Hackeando a entomologia com tecnologias digitais: amostragem com drones, aplicativos e armadilhas conectadas – Tavvs Alves (Instituto Federal Goiano – IFG)
  • 9h55 Uso de inimigos naturais no Controle Biológico de Pragas – Rízia da Silva Andrade (BioGyn Soluções Entomológicas)
  • 10h15 Importância do Bacillus thuringiensis no controle da lagarta do cartucho do milho no estado do Ceará – Marcos Vinicius Assunção (Secretaria de Desenvolvimento Agrário do Ceará – SDA/CE) e Emanuel Itamar L. Marques (Emater Ceará)
  • 16h15 Manejo de abelhas para polinização de fruteiras – Breno Freitas (Universidade Federal do Ceará – UFC)

02/09

  • 9h Manutenção da área livre da praga Anastrepha grandis e seu plano de erradicação – Fabrício Ferreira Lima (Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará – ADAGRI Ceará)
  • 9h20 Área livre de Anastrepha grandis no Ceará: histórico, desafios e conquistas – Renata Damasceno – Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará – ADAGRI Ceará)

Por Emater Goiás

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.