conecte-se conosco

Mercado Financeiro

Estimativa da safra de Café/2021 tem redução de 22,6% em comparação com 2020

Publicado

em

café

Produção prevista de café da espécie arábica soma 33,36 milhões de sacas e de conilon 15,44 milhões de sacas totalizando 48,80 milhões de sacas de 60kg para 2021

A produção total dos Cafés do Brasil para esta safra de 2021 foi estimada em 48,80 milhões de sacas de 60kg, das quais 33,36 milhões são de café da espécie arábica e 15,44 milhões de café conilon. Tal estimativa representa uma redução de 22,6% da safra de 2021 em comparação com a de 2020, que foi de 63,07 milhões de sacas. Assim, verifica-se que, num comparativo da safra de 2021 com a de 2020, a produção de arábica teve redução de 31,5% e conilon teve um acréscimo de 7,9%.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Dessa forma, como a área total em produção desta safra de 2021, incluindo as espécies de arábica e conilon, é de 1,82 milhão de hectares, a produtividade média nacional prevista será de 25 sacas por hectare. Se comparada tal produtividade com a safra 2020, a qual foi de 33,5 sacas por hectare em uma área de produção de 1,88 milhão de hectares, constata-se que houve uma redução na produtividade média nacional de 25,4%.

Tais números revelam que a produtividade dos cafés da espécie arábica, estimada em 23 sacas por hectare, deverá ter uma redução de 28,5%, se comparada com a produtividade safra de 2020. E a produtividade do café conilon, que será de 41,1 sacas por hectare, terá uma acréscimo de 5,9% em relação à safra passada. A redução da produção e da produtividade, expressivas, dos cafés da espécie arábica é atribuída principalmente ao ciclo de bienalidade negativa, o qual alterna um ano de maior produção com outro de baixa, além de condições climáticas adversas em várias regiões produtoras.

Os números e dados estatísticos dos Cafés do Brasil, país que é o maior produtor mundial, que estão sendo objeto desta análise pelo Observatório do Café e permitindo realizar estudos e estabelecer comparações das safras dos cafés arábica e robusta, foram extraídos do 2° Levantamento da Safra de Café de 2021 – maio 2021, da Companhia Nacional de Abastecimento – Conab. Tal documento está disponível, na íntegra, desde abril de 2013, no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, Rede Integrada de Pesquisa coordenada pela Embrapa Café.

Adicionalmente, para contextualizar esta safra brasileira de café 2021, no âmbito da cafeicultura mundial, especificamente em relação ao Vietnã e à Colômbia, segundo e terceiro países maiores produtores de café, respectivamente, convém apresentar dados do Sumário Executivo do Café – Abril 2020, da Secretaria de Política Agrícola – SPA, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mapa, o qual também está disponível, na íntegra, no Observatório do Café.

Assim, o Vietnã deverá produzir, no ano-cafeeiro em análise, volume físico equivalente a 29 milhões de sacas de 60kg, cuja colheita de café da espécie robusta (conilon) está estimada em 28 milhões de sacas e 1 milhão de sacas de café arábica. Com relação especificamente à Colômbia, que é o terceiro país maior produtor de café do mundo, com 14,1 milhões de sacas de café, exclusivamente de café arábica, volume que corresponde a 13,82% da produção total de arábica e 8,03% da produção total, que inclui as espécies arábica e robusta.

Observatório do Café – Desenvolvido pela Embrapa Café no contexto do Agropensa da Embrapa tem como objetivos principais coletar, analisar e disseminar, de forma sistemática, dados estatísticos, informações sobre tendências de produção e consumo, oportunidades e ameaças dos mercados e identificar possíveis trajetórias do processo de inovação, além de resultados de pesquisas realizadas pelo Consórcio Pesquisa Café e suas implicações para a competitividade e sustentabilidade do agronegócio.

Por Jamilsen Santos e Lucas Ferreira – Embrapa

AGRONEWS – Informação para quem produz

Publicidade
1 Comentário

1 Comentário

  1. Nicolau Balaszow

    28 de maio de 2021 às 11:43

    Opa, o cafezinho vai ficar mais caro!

Comente sobre esta matéria

Tendências