Leite: impacto das chuvas no campo

Os fatores sazonais impactam diretamente a produção de leite no país, que costuma transitar da entressafra para a safra de acordo com o início das chuvas, que se efetivará na primavera

Por Daniele Balieiro/AGRONEWS® com informações do Imea

Assim, foi observado, até o momento, a menor captação de leite para julho da série do Imea, com registro de índice de 41,31 para o mês. No entanto, de acordo com os dados do TempoCampo, as chuvas para os próximos 30 dias poderão acumular de 0 a 25 mm no noroeste, norte e parte do médio-norte de Mato Grosso.

Ademais, a tendência das precipitações segundo o NOAA é de chuvas acumuladas acima da média em grande parte do estado, acarretando a melhora da qualidade da alimentação animal e, consequentemente, aumento da produção. Dada essa conjuntura, a expectativa para o preço pago ao produtor para os próximos meses é de recuo com a retomada das águas em Mato Grosso.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Mercado Financeiro

  • Alta: devido ao aumento do preço da matéria-prima, o preço do leite UHT subiu 32,14% ante a junho de 2022 e fechou a média em R$ 7,40/l em Mato Grosso;
  • Elevação: com o avanço da entressafra e oferta limitada no campo, o preço do leite pago ao produtor Cepea-Brasil, avançou 11,93% ante a julho de 2022 e atingiu média de R$ 3,57/l;
  • Queda: diante da valorização do preço do leite, somada à redução no preço do milho, a relação de troca leite/milho apresentou queda de 18,00% e fechou em 19,48 l/sc.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.