Lhasa Apso, uma das raças mais antigas do mundo

A raça Lhasa Apso é uma das mais antigas do mundo, tendo seus primeiros registros oficiais datados por volta de 800 A.C, confira abaixo mais informações que a equipe do AGRONEWS® separou para você leitor:

Por Daniele Balieiro – AGRONEWS®

O registro mais antigo de um Lhasa Apso se data em 800 A.C, tornando a raça uma das mais antigas do mundo. O nome Lhasa se deve à cidade sagrada de onde se originou, e Apso vem de uma cabra da região do Tibete, que possui uma pelagem semelhante à do pet. Durante muitos anos era praticamente impossível que alguém fora da nobreza ou que não fosse um monge pudesse ter uma espécie da raça, a menos que esse o fosse presenteado.

Desde o início da Dinastia Manchu, em 1583, até meados de 1908, Dalai Lama enviou Lhasas como presentes sagrados para o imperador da China e membros da família imperial, como um sinal de boa sorte. E, apenas em 1933, o 13º Dalai Lama enviou um casal de Lhasas para um pesquisador naturalista chamado C. Suydam Cutting. Foi então que Suydam, que viajava muito pelo mundo, levou o casal de cães para a América, onde passou a criar a raça. O reconhecimento pelo American Kennel Club veio já em 1935.

A seguir, encontre dados importantes sobre a raça. Confira!

Dados importantes sobre a raça

  • Origem: Tibet;
  • Peso: de 5 kg à 8 kg;
  • Altura: 25 cm à 28 cm;
  • Expectativa de vida: de 12 à 15 anos;
  • Cores: dourado, areia, mel, cinza escuro, ardósia, de fumaça, parti-color, preto, branco ou amarronzado.

História

O Lhasa Apso é originário do Tibet, onde as altitudes são elevadas e o clima rigoroso. Precisava ser um pequeno cachorro com resistência para suportar essas condições, e isso teve uma grande influência na criação da raça. Seu pelo longo e áspero com seu denso subpelos agiam como isolantes durante o inverno, e a queda do pelo sobre os olhos os protegiam do vento, poeira e luminosidade.

O Apso é uma das muitas raças do Oriente que vieram para o Ocidente. Os primeiros Apsos chegaram à Grã-Bretanha no início de 1920 e logo estavam sendo exibidos em Londres. Quando eles foram vistos pela primeira vez na Grã-Bretanha foram confundidos com outros cães peludos Orientais e todos foram
rotulados de “Lhasa Terriers”. Mais tarde se estabeleceu uma distinção, especialmente entre os Apsos e os Terriers Tibetanos, na Grã-Bretanha ele foi tão bem aceito que criaram um clube da raça no ano de 1933.

Considerada uma das raças mais antigas, o Lhasa Apso era sagrado para os monges, possuía como função alertar intrusos e zelar pelas propriedades. Por latirem extremamente pouco, os budistas sabiam que quando eles davam o alarme, algo de errado estava acontecendo ou aconteceria.

Por serem sagrados, eram bem cuidados e jamais trocados por dinheiro; exemplares eram dados em sinal de extremo respeito. Fora da China, foi primeiramente visto no Japão, iniciando sua expansão quatro séculos mais tarde, ao chegar à Inglaterra.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Características

lhasa apso
Lhasa Apso

O Lhasa Apso é conhecido pela sua pelagem brilhante e sedosa, comprida e densa. Apesar de os exemplares mais comuns serem na pelagem brancas e douradas, a raça também apresenta cores como areia, mel, cinza escuro e preto. Conforme envelhece, sua pelagem tende a clarear, e é comum os pelos do rosto e das orelhas serem mais escuros que os pelos do corpo.

O Lhasa Apso tem uma personalidade bastante peculiar e até mesmo temperamental. Seu humor oscila, indo do alegre, brincalhão e amigável ao distante, majestoso e possessivo. Este cachorro pode até parecer indiferente, mas na verdade ele só está impondo sua independência.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Temperamento

Lhasa Apso é um cachorro independente e, em muitas ocasiões, sua personalidade pode se assemelhar com a de um gato. É muito desconfiado e reservado, porém extremamente inteligente, calmo, seguro de si, brincalhão e alegre.

O Lhasa Apso é protetor e muito leal ao tutor, costuma escolher um membro da família como “favorito”. Com estranhos no início não se dão bem, mas quando ganham a confiança, se tornam um amigo querido. Esta raça gosta de crianças, tanto que de acordo com o censo canino, esta raça se encontra na 5ª posição de cães mais populares do Brasil. É uma raça que se dá bem tanto em casas amplas como em pequenos espaços, sendo indicada para viver em apartamento.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Curiosidades

  • Sabe o Floquinho, o cachorro do Cebolinha, da Turma da Mônica? Aquele verde mesmo. Pois bem, ele é um Lhasa Apso! Aquele montão de pelo na cara representa bem um exemplar desta raça;
  • Outra curiosidade é que o Lhasa Apso mais velho que existiu morreu com 29 anos, isso mesmo, por serem considerados sagrados, ele tinha um tratamento diferente. Atualmente a expectativa de um cão da raça é de, em média, 15 anos;
  • Antigamente os cães da raça Lhasa Apso eram considerados amuletos de sorte, por isso eles eram dados de presente e nunca vendidos. Dalai-Lama, um dos líderes espirituais do Tibete, tinha o costume de oferecer o cãozinho como presente.

E você leitor, possuí um exemplar da raça? Conte-nos abaixo nos comentários!

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.