Pacote anti-inflação do México deve abrir portas para arroz brasileiro

Para a Federarroz, medidas trarão maior competitividade e rapidez aos negócios de exportação

Medida anunciada recentemente pela Secretaria da Fazenda e Crédito Público do México vai impulsionar as exportações brasileiras de arroz para o país já nas próximas semanas. A informação é da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz). O governo mexicano, por meio do presidente da República, Andrés Manuel López Obrador, e do secretário da Fazenda do país, Rogelio Ramírez, apresentaram um pacote anti-inflacionário com medidas para estabilizar os preços de produtos da cesta básica.

Entre os tópicos do plano está a taxa zero de importação para produtos básicos e insumos valendo por seis meses, entre eles o arroz em casca. Com a notícia, tradings já estão procurando produtos para negócios com o país. Para o presidente da Federarroz, Alexandre Velho, a iniciativa do governo mexicano vai influenciar na agilidade de negócios com o Brasil. “Estas medidas certamente nos trarão maior competitividade e farão com que os negócios de exportação saiam com maior rapidez”, observa.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

A entidade no ano passado participou da Expo Antad & Alimentaria, em Guadalajara, no fim do mês de outubro, apresentando o potencial do arroz brasileiro. Na sequência foi confirmada a exportação de 25 mil toneladas de arroz com casca para o país da América do Norte. Em abril do ano passado, o México já havia oficializado a abertura da isenção de taxa de importação para o arroz em casca brasileiro para uma cota de 75 mil toneladas até o final de 2021.

Foto: Divulgação
Por Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.