conecte-se conosco

Notícias

Cuiabá-MT planeja alavancar setor produtivo rural, piscicultura será um dos pilares

Publicado

em

piscicultura em cuiabá

A Secretaria de Agricultura, trabalho e desenvolvimento de Cuiabá prepara modelo inovador para integrar a produção agropecuária do município, principalmente na agricultura familiar. A Piscicultura será um dos pilares deste projeto.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O Secretário de Agricultura de Cuiabá, Francisco Vuolo, recebeu na manhã desta quinta-feira(04), o presidente da Associação Brasileira da Piscicultura- PEIXE BR, Francisco Medeiros. Na reunião, Vuolo apresentou o cenário atual e as potencialidades da capital mato-grossense para o desenvolvimento da cadeia produtiva do peixe. Foram analisados dados estatísticos, condições geográficas e estratégicas para fomentar pequenos produtores, além de criar condições para instalação de industrias para o beneficiamento da produção, visando o fechamento de todo o ciclo da cadeia produtiva.

Será um salto enorme para o setor rural de Cuiabá e consequentemente para o desenvolvimento do município. Estamos trabalhando muito e analisando todas as informações sobre as diversas atividades, antes de tomarmos qualquer decisão. Queremos ouvir os especialistas da cada área e juntos montarmos um projeto que faça a diferença, e a piscicultura é um dos pilares deste planejamento.“, explica Vuolo.

Leia também:  Atenção produtor! Não perca o prazo de vacinação contra a febre aftosa

Crescimento sustentável

A produção de peixes cultivados no Brasil, atingiu 758.006 toneladas, com receita de cerca de R$ 7 bilhões (2019). Segundo informa o presidente da Peixe-BR, a piscicultura gera cerca de 1 milhão de empregos diretos e indiretos. O Brasil é o quarto maior produtor mundial de tilápia, espécie que representa 57% da produção do país. Os peixes nativos, liderados pelo tambaqui, participam com 38% e outras espécies com 5%. Nos últimos seis anos (período de levantamento da Peixe BR), a produção de peixes de cultivo saltou 31% no país: de 578.800 t (2014) a 758.006 t (2019).

Mapa premia 19 empresas do agronegócio com boas práticas de integridade

Para Medeiros, Cuiabá pode se tornar um grande produtor de peixe nacional. Segundo a sua avaliação, temos todas as condições geográficas e climatológicas para alavancarmos a produção, mas ainda precisamos criar as políticas públicas necessárias para dar garantia jurídica a todo o processo. “Fico muito feliz em participar desta reunião, pois foi possível apresentarmos todos os pontos de melhoria que são necessários antes da implantação deste projeto. Isso vai dar celeridade aos processos burocráticos essenciais e dar legalidade aos produtores rurais de Cuiabá.“, avalia o presidente da Peixe-BR.

Leia também:  Exportação de grãos enfrenta dificuldades devido COVID-19

Francisco Medeiros também se prontificou em auxiliar nas orientações necessárias e apresentar alguns cases de sucesso em outras localidades do Brasil, para servirem de modelo ao projeto cuiabano.

Vuolo ainda esclareceu que esta é apenas a fase inicial de pesquisa e análise dos principais setores, mas garante que Cuiabá terá em breve um modelo inovador no setor produtivo, com a implantação de novas práticas, tecnologias e desenvolvimento humano. “Estamos a todo vapor aqui na secretaria para apresentarmos a sociedade um projeto que realmente funcione, que traga mais diginidade, trabalho e renda aos produtores rurais do município. Esta iniciativa será uma mola propulsora para o desenvolvimento de Cuiabá.”, finaliza Francisco Vuolo.

Outras atividades estão no radar do secretário e em breve serão apresentadas a toda a sociedade.

Por Vicente Delgado – AGRONEWS

AGRONEWS – Informação para quem produz

Publicidade
Clique para comentar

Comente sobre esta matéria

Tendências