Preço médio da gasolina e do etanol aumentou mais de 2% em relação a março, diz Ticket Log

Nenhuma das cinco Regiões Brasileiras apresentaram recuo no valor da gasolina e do etanol

De acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), referente a primeira quinzena de abril, o preço médio do litro da gasolina e do etanol nos postos brasileiros subiu mais de 2% em relação ao fechamento de março. A gasolina foi comercializada a R$ 7,477, uma alta de 2,10% em relação ao mês anterior. Já o etanol, que em março estava custando em média R$ 5,687, apresenta variação maior que a gasolina (2,90%) e já está em R$ 5,852.

Nenhuma das regiões do País apresentou recuo no preço médio da gasolina e, mesmo registrando o menor aumento (1,72%), o Nordeste novamente comercializou a gasolina mais cara do Brasil, a R$ 7,589. Bem como no mês de março, o Sul segue na liderança da gasolina mais barata, vendida a R$ 7,104, alta de 2,51% em relação ao mês passado.

Assim como para a gasolina, o preço do etanol não recuou em nenhum estado. A região que apresentou o valor médio mais caro no período foi o Norte (R$ 6,147). Em contrapartida, os postos nortistas registraram o menor aumento entre as cinco regiões (1,49%). Já os postos do Centro-Oeste apresentaram o menor preço médio para o litro do etanol, vendido a R$ 5,451, alta de 3,41% se comparado a março.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

“O cenário ainda é de alta generalizada dos combustíveis em todo o País. Vale destacar uma mudança importante no comportamento dos preços, quando identificamos que o valor do litro etanol disparou e, com exceção da Região Norte, os acréscimos superam as altas da gasolina. Apesar de ainda figurar no ranking do maior preço médio para a gasolina, segundo o último levantamento da Ticket Log, houve um respiro nos acréscimos consecutivos identificados nos postos do Nordeste nos últimos levantamentos”, destaca Douglas Pina, Diretor-Geral de Mainstream da divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

Na análise por Estados, o Piauí se destacou com o maior preço médio e também o maior acréscimo no preço da gasolina, (4,07%), que passou de R$ 7,832 para R$ 8,151. Após altas consecutivas, o valor da gasolina nos postos baianos recuou 2,65%, e o valor de R$ 7,560 passou para R$ 7,360. O menor preço médio para esse combustível foi comercializado nos postos do Amapá, a R$ 6,918.

O etanol também seguiu em alta nos Estados e nenhum apresentou redução no valor do combustível. O maior acréscimo no preço foi registrado em Sergipe, comercializado a R$ 6,173, uma alta de 6,87%. O Pará comercializou o etanol pelo maior preço médio, a R$ 6,677, e a menor média foi registrada nos postos de abastecimento de São Paulo, a R$ 4,894.

“Além do etanol ser considerado a opção mais favorável para abastecimento em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Piauí, em abril o combustível também passou a ser mais interessante para os motoristas paranaenses, segundo o IPTL”, conclui Pina.

Por Ticket Log

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.