conecte-se conosco

Geral

Rio Grande do Sul será reconhecido como estado livre de febre aftosa

Publicado

em

boi

Rio Grande do Sul será reconhecido internacionalmente como zona livre de febre aftosa sem vacinação. A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) vai oficializar o novo status sanitário do Estado em sua Assembleia Geral, que será transmitida online, mediante cadastro gratuito, na quinta-feira (27), às 7h no link https://oiegeneralsession88.com. A secretária da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, acompanhará a certificação junto à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em Brasília.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O Estado vem se preparando desde 2017 para obter esse novo status sanitário. Como zona livre de aftosa sem vacinação, o Rio Grande do Sul terá acesso a mercados como Japão, Coreia do Sul, México, Estados Unidos, Chile, Filipinas, China (carne com osso) e Canadá, alcançando até 70% dos mercados mundiais disponíveis. A expectativa é de que haja um incremento nas exportações da carne gaúcha na ordem de US$ 1,2 bilhão anuais.

A retirada da vacinação contra a febre aftosa – suspensa no Estado desde março de 2020 – representa, também, uma economia de R$ 214 milhões ao ano para os produtores gaúchos, levando-se em conta os custos das doses, a logística de distribuição, mão-de-obra e a perda de peso dos animais por reação à vacina.

Leia também:  Arroz: indicador retorna à casa dos R$ 80/SC

Certificação do RS como zona livre de aftosa sem vacinação

Data: 27 de maio, quinta-feira

Horário: A partir das 7h

Link de transmissão: https://oiegeneralsession88.com

AGRONEWS – Informação para quem produz

Publicidade
Clique para comentar

Comente sobre esta matéria

Tendências