Soja: acompanhando Bolsa de Chicago, soja teve ligeira queda

De acordo com a divulgação realizada na última semana, o custo com fertilizantes representou 47,23% de todo o custeio da lavoura de soja, que ficou estimado em R$ 4.639,19/ha para a safra 22/23

Por Daniele Balieiro – AGRONEWS® com informações do Imea

Com os altos custos estimados para a safra, é importante que o produtor esteja atento a relação de troca (RT) entre os preços dos fertilizantes e a cotação futura da saca da soja (contrato março de 2023). Esse cálculo auxilia o produtor no momento da negociação do seu produto.

Nesse sentido, a RT tem recuado desde o início de janeiro e atingiu seu menor valor dos últimos cinco meses nas últimas semanas. Para se ter uma ideia, a Relação de Troca entre os fertilizantes MAP, KCL e SSP, principais produtos utilizados na cultura, ficou estimada em 28,39, 26,12 e 13,12 sacas por tonelada, respectivamente.

Desse modo, a RT na semana do dia 18 de fevereiro ficou mais favorável ao produtor ante ao fechamento de janeiro de 2022, uma vez que o preço dos fertilizantes vem registrando queda enquanto que a paridade exibiu valorização no mesmo período.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Mercado Financeiro

Soja em baixa: acompanhando o mercado internacional e o aumento da oferta do grão no estado, houve uma queda de 1,73% na soja disponível no comparativo semanal.

Paridade cai: motivado pela desvalorização dos contratos futuros na CME-Group, o preço paridade para março/22 alcançou a média de R$ 175,58/sc na última semana.

Cepea em queda: devido ao avanço na colheita do país, o preço da saca brasileira registrou um decréscimo de 2,49% em relação a semana passada.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.