Soja: procura impulsiona prêmios e preço interno

O excesso de chuva interrompeu a colheita de soja no Brasil e aumentou a dificuldade de abastecimento de indústrias esmagadoras nos últimos dias

Como a demanda externa pelo produto brasileiro segue aquecida, houve acirramento na disputa entre os agentes que precisam cumprir contratos de exportação e indústrias domésticas. Esse cenário levou os prêmios de exportação e os preços domésticos a patamares recordes, em termos nominais.

No spot nacional, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa – Paranaguá (PR) da soja atingiu R$ 193,36/saca de 60 kg na sexta-feira, 4, o maior valor nominal da série do Cepea, iniciada em março de 2006. Entre 28 de janeiro e 4 de fevereiro, este Indicador avançou 5,2%. O Indicador CEPEA/ESALQ Paraná subiu 5,5% entre 28 de janeiro e 4 de fevereiro, indo para R$ 190,26/sc de 60 kg no dia 4 – o maior patamar nominal da série, iniciada em julho/97.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Quanto ao prêmio, com base no porto de Paranaguá, o prêmio para embarque em março/22 teve comprador a US$ 1,23/bushel e vendedor a US$ 1,40/bushel no dia 3 de fevereiro. Considerando-se o embarque março, negociado no primeiro bimestre de cada ano, este é o maior valor nominal da série do Cepea, iniciada em junho/04.

Fonte: Cepea

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.