Uva: exportações caem no acumulado de 2022

As exportações brasileiras de uvas de mesa caíram significativamente nos primeiros sete meses de 2022 frente ao mesmo período do ano passado

Conforme dados da Secex, entre janeiro e julho deste ano, o Brasil exportou 12,4 mil toneladas da uva, redução de 45% em comparação com o volume embarcado em 2021. Em receita, foram arrecadados US$ 26,2 milhões, recuo de 49% na mesma comparação.

Segundo pesquisadores do Hortifruti/Cepea, o menor desempenho dos embarques nesse período já era esperado, considerando os impactos significativos do clima mais chuvoso na produção do Vale do São Francisco (PE/BA) – tanto em volume quanto em qualidade. Apesar da diminuição significativa frente ao ano passado, as exportações da fruta seguem bastante acima da média para o período: frente à média entre 2010 e 2019, o volume embarcado cresceu 374% em 2022, e a receita, 327%.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

No mês de julho/22, especificamente, o desempenho das exportações foi 85% menor que o de junho/22, em termos de volume. Segundo pesquisadores, esse cenário é justificado pela baixa disponibilidade de uvas brancas sem semente em praticamente todas as empresas embaladoras – a maioria delas está com estoques bastante reduzidos há algumas semanas.

Neste mês de agosto, os envios podem continuar lentos, já que a oferta das variedades brancas sem semente continua baixa – a previsão é de aumento apenas a partir de setembro, quando ocorre a abertura da janela de exportação do segundo semestre.

Fonte: Cepea/Hortifruti

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.