Boi: aproximação entre as praças

Boi rm julho de 2022, a restrição na oferta de animais terminados em Mato Grosso e São Paulo, somada às exportações aquecidas no período, influenciou para uma valorização mensal do boi de 1,99% e 4,22%, respectivamente, ante a junho de 2022

Por Daniele Balieiro/AGRONEWS® com informações do Imea

Nesse sentido, as arrobas fixaram-se na média de R$ 327,75 e R$ 287,94 na praça paulista e mato-grossense, nesta ordem, sendo ambas as cotações livres de Funrural. Diante disso, no período houve um encurtamento de 1,87 p.p. no diferencial de base entre os estados ante o mês passado e o indicador fixou-se em -12,15%.

Para agosto de 2022, eram esperadas cotações elevadas para a arroba, visto que o período de entressafra limitaria a oferta (movimento sazonal no setor). No entanto, com a saída temporária das compras de alguns frigoríficos no estado e, com o embargo da China sobre uma indústria local, os preços começaram a apresentar quedas elevadas nas praças.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Mercado Financeiro

boi
  • No vermelho: as recentes notícias referentes à saída do mercado de algumas indústrias no estado pressionaram a arroba do boi gordo em 1,36% no comparativo semanal;
  • Queda na arroba: esse movimento impactou também a cotação das fêmeas, que comparado à semana passada recuou 1,10% e fixou-se na média de R$ 261,19/@.
  • Mercado pressionado: com a queda na arroba do boi gordo, somada à estagnação da demanda, o preço do bezerro de ano registrou recuo de 1,18% ante a semana passada.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.