Boi: faturamento das exportações foi recorde em 2021

A quantidade de animais abatidos em 2021 totalizou 4,71 milhões de cabeças de gado, volume de boi que não é observado desde o ano de 2015 em Mato Grosso, quando o acumulado foi de 4,68 milhões

O principal fator contribuinte para esse cenário foi a retenção mais intensa de fêmeas (movimento que tem ocorrido desde 2020), uma vez que no comparativo anual o recuo foi de aproximadamente 15,14% para o abate desses animais. Já o volume de machos foi 7% menor no mesmo comparativo. Isso ocorreu diante das elevadas precificações dos
animais de reposição, que estimulou os pecuaristas a investirem na retenção de novilhas – movimento que justificou o decréscimo de 21% na oferta dessa categoria ao abate ante a 2020.

Com a perspectiva de maior produção de bezerros, espera-se que 2022 sinalize cotações com menores valorizações, possível indício de um início da virada de ciclo no setor.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Mercado Financeiro

Mercado em alta

Com a menor oferta de animais, somada ao retorno das exportações para a China, a arroba do boi gordo demonstrou
alta de 5,39% ante a terceira semana de dezembro/ 2021.

Avanço

Com a menor disponibilidade no estado, a cotação da vaca gorda apresentou avanço de 5,52% ante a terceira semana de dezembro/21 e fechou na média de R$ 297,92/@.

Queda

Devido à pouca procura de carne bovina no estado, as escalas de abate apresentaram queda de 4,77% e ficaram na média de 7,50 dias em Mato Grosso.

Por Agronew com dados do IMEA

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.