Brasil vai exportar animais Brahman para o Camboja

Será a primeira importação de Brahman brasileiro pelo criatório que, até então, tinha como base de seu plantel o Brahman americano e australiano.

Animais da raça Brahman selecionados por criatórios do Brasil serão exportados em breve para o Camboja, país do sudeste asiático. Foram adquiridos 22 touros de central e doadoras pela empresa i7 Ranch, com sede na capital Phnom Penh e que atua na criação e comercialização de Brahman e Nelore para várias regiões da Ásia.

Brahman tipo exportação

A maior parte dos exemplares foi adquirida durante o 7º Leilão Primavera Casa Branca, ocorrido em setembro de 2021, sendo 15 fêmeas e machos da Casa Branca Agropastoril, localizada em Silvianópolis/MG, e um touro do Brahman Catedral, em Natércia/MG.

Ainda estão sendo coletadas 30 mil doses de sêmen de cinco touros Brahman, para exportação para o Camboja. “Serão exportados animais consagrados no Brasil e de criatórios tradicionais, sendo que muitos exemplares foram premiados em exposições. Teremos a oportunidade de mostrar a qualidade do gado brasileiro e como nossa genética pode contribuir para o avanço da pecuária cambojana”, destaca Antônio Carlos Pinheiro Machado Júnior, diretor da Pinheiro Machado Livestock, empresa responsável pelas negociações entre os criatórios brasileiros e a i7 Ranch.

Os exemplares já estão em pré-quarentenário na fazenda experimental da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), em Uberaba/MG, onde permanecerão até o período de quarentenário exigido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, que antecederá o embarque, previsto para o segundo semestre de 2022.

O presidente da Associação dos Criadores de Brahman (ACBB), Paulo Sérgio Scatolin, destaca que a abertura do comércio com o Camboja comprova o crescimento da demanda pelo Brahman brasileiro. “Os criadores brasileiros têm se empenhado em selecionar animais precoces, dóceis, rústicos, de excelente carcaça, mas conservando o padrão racial, o que tem atraído compradores de diversos países”, assegura Scatolin.

Para os criatórios participantes desta exportação, a genética Brahman contribuirá para a sustentabilidade da pecuária do Camboja, já que permite a produção de animais precoces, rústicos e de bom acabamento de carcaça. “Acredito que o Brahman brasileiro tem muito a contribuir para o Camboja, pois eles adquiriram o que há de melhor aqui, pinçaram ótimos animais com potencial genético como nossa campeã nacional MCNS CATEDRAL 20”, destaca o criador Matã Nacácio, do Brahman Catedral.

Segundo o criador Paulo Marques, proprietário da Casa Branca Agropastoril, entre os animais de seu criatório selecionados para a exportação está a Reservada Grande Campeã da ExpoBrahman 2021, CABR Theodora 3047/3. “A Casa Branca Agropastoril conquistou por duas vezes o campeonato World Champion Brahman. Já exportamos animais vivos para o Paraguai, mas para o Camboja é a primeira vez”, acredita.

Por Larissa Vieira – Assessoria

AGRONEWS® é informação para quem produz

2 thoughts on “Brasil vai exportar animais Brahman para o Camboja

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.