Café: cotações registram alta

As chuvas registradas nos últimos dias em diversas regiões produtoras de café arábica no Brasil podem ter sido suficientes para induzir a abertura de uma florada precoce – alguns agentes consultados pelo Cepea, inclusive, indicam que parte das lavouras já apresenta botões

No entanto, esse cenário traz certa preocupação ao setor, uma vez que a influência do fenômeno La Niña nas próximas semanas e das chuvas historicamente mais baixas em agosto poderia prejudicar o pegamento dessas flores. Nas regiões produtoras de robusta, o clima está mais seco e firme, e agentes aguardam chuvas para a abertura da florada da próxima safra.

Vale ressaltar que alguns produtores do Espírito Santo e de Rondônia têm preferido induzir as floradas em parte das regiões. Quanto aos preços, os do arábica oscilaram nos últimos dias, mas o movimento de alta predominou, devido à valorização externa da variedade.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Nessa terça-feira, 16, o Indicador CEPEA/ESALQ do café arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou a R$ 1.278,49/saca de 60 kg, elevação de 1,1% em relação à terça anterior, 9.

Para o robusta, as cotações também subiram, devido ao maior número de compradores no mercado negociando maiores volumes. Na terça, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 finalizou a R$ 732,44/sc de 60 kg, avanço de 1,7% em relação à terça anterior.

Fonte: Cepea

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.