Diárias de Mercado

Café: intensificação da colheita pressiona valor do robusta

café

A colheita da safra 2022/23 de café robusta ganhou ritmo em maio, sobretudo na segunda quinzena

Dados levantados junto a colaboradores do Cepea indicam que de 40 a 50% do total esperado havia sido colhido em Rondônia até o fim do último mês. No Espírito Santo, o volume colhido está entre 15 e 25% do total. No geral, a quantidade de café novo disponível no spot nacional ainda é baixa, uma vez que a maior parte dos vendedores segue afastada das negociações. Mesmo assim, os preços da variedade recuaram em maio.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Entre 29 de abril e 31 de maio, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6, peneira 13 acima, caiu 83,73 Reais/sc (-10,57%), fechando a R$ 708,25/sc nessa terça-feira, 31. Além da pressão da safra, os valores externos do robusta também recuaram em parte do mês, influenciando as cotações domésticas. Para o arábica, os preços oscilaram com força em maio. No início do mês, os valores foram pressionados por movimentos técnicos, incertezas relacionadas à demanda global e pelo início da colheita da safra 2022/23.

Já na segunda semana de maio, as cotações subiram, impulsionadas por correções e por preocupações com a chegada de uma forte onda de frio no Brasil, com a possibilidade de geadas. Entre 29 de abril e 31 de maio, o Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6 registrou avanço de 0,45%, fechando a R$ 1.273,07/sc no dia 31.

Fonte: Cepea

AGRONEWS® é informação para quem produz

Artigos relacionados
Diárias de MercadoNotícias

Café: preço do arábica segue em alta em 2022

Diárias de Mercado

Café: colheita do arábica avança, mas liquidez é baixa

Mercado FinanceiroNotícias

Milho: comercialização da safra 2021/22 segue lenta

Diárias de MercadoNotícias

Milho: movimento de queda é interrompido, confira!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.