conecte-se conosco

Previsão do tempo

Clima: Drones sobrevoam deserto para tentar gerar chuva

Publicado

em

clima

Para alterar o clima, podemos criar chuva no meio do deserto? Este é um dos principais objetivos da pesquisa que está sendo realizada nos Emirados Árabes. Como isto é possível? Leia a matéria completa e entenda.

Novas tecnologias permitem experimentos que eram impensáveis até alguns anos atrás. Nas últimas semanas, um deles se tornou viral, relacionado à meteorologia, que tem como objetivo principal estimular as chuvas no deserto dos Emirados Árabes. Como isto é possível?

Semeadura de nuvens: uma solução para o problema de falta de chuva e alteração do clima?

Nas últimas décadas, alguns países de clima seco ou com chuvas irregulares usaram pequenos aviões ou foguetes, que voam a uma baixa altitude, para lançar partículas sólidas nas nuvens que atuam como núcleos de condensação (sal ou iodeto de prata, principalmente), fato que é conhecido como semeadura de nuvens. Agora, os primeiros testes com drones estão sendo realizados.

Uma das principais pesquisas em andamento é liderada por cientistas da University of Reading (Reino Unido), embora os drones e parte dos equipamentos tenham sido projetados pelo Departamento de Engenharias Eletrônica e Elétrica de Bath, que já foram testados nas Ilhas Britânicas.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O Governo dos Emirados Árabes pagou cerca de um milhão e meio de euros aos pesquisadores de Reading e de Bath, para conseguir o aumento da precipitação anual na área, uma vez que ronda os 100 litros/m2 ao ano, acumulados muito semelhantes aos registrados em Morro Jable (Fuerteventura), considerado um dos lugares menos chuvosos da Espanha.

Como se produz chuva com drones?

No interior das nuvens existem cargas positivas e negativas. Do solo, o pessoal especializado conduzirá os drones, que possuem sensores de emissão de carga elétrica. Ao alterar o equilíbrio destas cargas, espera-se aumentar o tamanho das gotículas da nuvem para que cresçam até que, finalmente, precipitem na forma de chuva.

Ao alterar as cargas elétricas das nuvens, espera-se estimular a precipitação em algumas áreas dos Emirados Árabes Unidos. No entanto, o experimento será conduzido em um ambiente muito hostil.
O estresse hídrico é um dos principais problemas da Península Arábica, onde é esperada uma maior aridez e temperaturas mais elevadas nas próximas décadas, como consequência das mudanças climáticas atuais. No entanto, a operação destes drones em um meio tão hostil , com grandes quantidades de poeira e aerossóis no ar, é uma incógnita. Por este motivo, propõe-se seu uso em conjunto com as técnicas existentes para maximizar a eficiência da semeadura de nuvens.

Modificação do tempo, um tema polêmico e perigoso

Essas ações relacionadas à modificação local do tempo são, geralmente, controversas e levantam várias incógnitas. Por exemplo, se estimularmos a chuva em um local, nós a retiramos de outro lugar próximo? Que consequências isso pode ter para a atmosfera? Como isto afetará os pássaros se o céu estiver cheio de drones? A semeadura de nuvens realmente funciona? Entramos em um campo desconhecido ao fazermos experiências com nossa atmosfera, sobre a qual muitas coisas ainda são desconhecidas.

E por falar em clima, veja o Boletim CLIMATEMPO da última semana.

Fonte: Tempo Agora

AGRONEWS – Informação para quem produz

Publicidade
1 Comentário

1 Comentário

  1. Nicolau Balaszow

    17 de maio de 2021 às 10:13

    A questão climática é um fato que deve ser encarada globalmente e a busca do equilíbrio o elemento central.

Comente sobre esta matéria

Tendências