CLIMATEMPO 07 de janeiro 2022, veja a previsão do tempo no Brasil

Alerta máximo em BH: chuva de 1 mês pode cair em 5 dias

Confira o Boletim CLIMATEMPO 07 de janeiro 2022 e veja a previsão do tempo em todas as regiões do Brasil nesta sexta-feira.

A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) voltou a se organizar sobre o Brasil nesta quinta-feira, 6 de janeiro de 2022. Desta vez, a maior concentração de instabilidade vai atingir a região central de Minas Gerais ocasionando muita chuva sobre a Grande Belo Horizonte e outras áreas mineiras como a Zona da Mata Mineira e região das Cidades Históricas. O estado do Rio De Janeiro também será bastante afetado pela chuva volumosa deste novo episódio de ZCAS.

Assista o Boletim CLIMATEMPO 07 de janeiro 2022

Alerta máximo em BH: chuva de 1 mês pode cair em 5 dias

Uma das maiores preocupações com este evento de ZCAS é a chuva sobre a região da Grande Belo Horizonte. Pelos cálculos do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a média de chuva normal para o mês de janeiro em Belo Horizonte é de aproximadamente 330 mm. O volume de chuva estimado que poderá ser acumulado nos próximos 5 dias, até o dia 11 de janeiro, poderá superar a média histórica para janeiro

A estimativa da Climatempo feita no dia 6/1/22, baseada nas simulações de precipitação dos modelos atmosféricos europeu (ECMWF) e americano (GFS) é de que Belo Horizonte receba de 250 mm a 350 mm até o dia 11 de janeiro.

Risco de deslizamento

Por causa do grande volume de chuva esperado para os próximos dias, aumenta muito o risco de deslizamentos de terra na região da capital mineira. Alagamentos e transbordamento de rios também poderão ocorrer.

A previsão é de que até a próxima segunda-feira, a região de Belo Horizonte tenha predomínio de céu nublado e chuva frequente. A chuva pode ocorrer de forma intensa em pouco tempo e também de forma moderada e prolongada. As duas situações ocasionam grandes volumes de chuva acumulados.

Primeira semana do ano termina com ZCAS e chuva volumosa no Brasil

A Zona de Convergência do Atlântico Sul(ZCAS) volta a se configurar sobre o Brasil nesta primeira semana do ano de 2022. A atmosfera já está bastante instável e com o reforço da ZCAS entre os dias 6 e 10 de janeiro, a previsão indica volumes bastante elevados no país, com alto potencial para transtornos.

Este sistema será o responsável por provocar bastante chuva entre o Sudeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil. O sistema tende a se configurar na posição média normal, como mostra a figura abaixo:

CLIMATEMPO 07 de janeiro 2022

Sudeste

No Sudeste, a previsão é de tempo bastante carregado nos próximos dias. A chuva tende a ser frequente por vários dias consecutivos. Entre a Grande Belo Horizonte, o Vale do Rio Doce, centro-sul do Espírito Santo(inclusive Vitória) e o norte do Rio De Janeiro, o volume será extremo e até pode passar dos 300mm em alguns pontos até a próxima segunda-feira(10).

A previsão é de chuva volumosa nos próximos dias e com alto risco de transtornos. Há condições para alagamentos e deslizamentos de terra.A ZCAS não vai influenciar essas regiões, mas após o avanço da frente fria, o vento ficará embicado contra a costa, favorecendo a chuva frequente também entre o litoral do Paraná, de São Paulo e região da Costa Verde(RJ).

As capitais de São Paulo e Rio de Janeiro também ficam em alerta para temporais até o fim da semana. A chuva pode provocar problemas nos próximos dias.

Centro-Oeste

No Centro-Oeste, o tempo segue instável nos próximos dias. Goiás deve receber os maiores volumes, principalmente no centro-norte do estado, inclusive na região do Distrito Federal. No norte e leste de Mato Grosso, a chuva também tende a ser volumosa, com volumes em torno de 100 a 200mm no período de atuação da ZCAS.

Norte

Na Região Norte, a previsão é de bastante chuva nas áreas do centro-sul do Pará, nas área do sul e leste do Amazonas e sul do Tocantins. A chuva pontualmente pode alcançar os 200mm.

Além disso, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) vai favorecer a ocorrência de chuva na costa norte da Região. O norte do Pará e o Amapá devem registrar volumes bastante expressivos também no próximo período.

Fonte: CLIMATEMPO

AGRONEWS® Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.