CLIMATEMPO 19 de dezembro 2022, veja a previsão do tempo

Deve chover bastante nesta segunda-feira de primavera. Assista o Boletim CLIMATEMPO 19 de dezembro 2022 e veja a previsão do tempo.

Vai chover do Norte ao Sul do Brasil. Vários sistemas meteorológicos estão causando essas nuvens de chuva. A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) está avançando do Sudeste para o Norte, ainda temos uma frente fria entre o Rio de Janeiro e o Espírito Santo, um Sistema de Baixa Pressão na Região Centro-Oeste e a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) mais ao norte do país.

Em muito lugares do Brasil não o sol não deve aparecer. Apenas Uruguaiana (RS) e de Salvador ao Ceará devem ter poucas nuvens. Nos outros lugares, vai chover em alguns momentos do dia, mas a intensidade vai variar.

CLIMATEMPO 19 de dezembro 2022, veja a previsão do tempo

Em São Paulo, vai estar nublado na capital, Sorocaba, Vale do Ribeira e litoral de SP. Nas outras áreas do estado, pode chover em alguns momentos do dia, mas também pode aparecer sol. Tem risco de tempestades em todo o estado de São Paulo.

A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) também está favorecendo nuvens de chuva em Minas Gerais e Espírito Santo. Além disso, uma frente fria está avançando pela costa do Sudeste, o que aumenta a instabilidade.

Tem risco de temporais em todo o estado de Minas Gerais, incluindo Belo Horizonte. A chuva vai ser bem forte em alguns lugares, como Juiz de Fora e áreas próximas ao Espírito Santo, bem como na maior parte do Rio de Janeiro, incluindo o Grande Rio, todo o estado do Espírito Santo e a Grande Vitória. No Sul do Brasil, vai estar nublado no litoral norte de Santa Catarina e na faixa leste do Paraná, incluindo Curitiba. Tem risco de tempestades da serra gaúcha ao norte do Paraná.

A ZCAS continua influenciando as condições do tempo e favorecendo as nuvens de tempestades sobre o Centro-Oeste do país. No Mato Grosso, a chuva ocorre em vários períodos do dia, com risco para temporais em grande parte do estado, inclusive em Cuiabá. No oeste e noroeste a chuva deve vir com moderada a forte intensidade. Além disso, um sistema de baixa pressão favorece a formação de nuvens de tempestades sobre o Mato Grosso do Suk.

Da capital ao sul a chuva deve vir a partir da tarde. Nas demais áreas, chove em vários momentos do dia. Há risco para temporais, na maioria das áreas, inclusive em Campo Grande. No sul do Mato Grosso do Sul, chove com moderada a forte intensidade.

O estado de Goiás e o Distrito Federal, também ficam em alerta para temporais. Na Região Nordeste tempo firme de Salvador ao norte baiano. Nas demais áreas do estado, há condições para pancadas de chuva com moderada a forte intensidade. Na região de Ilhéus, a chuva deve ser passageira. Já no oeste da Bahia, há potencial para temporais.

Chuva na porção sul do Piauí e centro-sujl do Maranhão, onde há previsão de chuva a qualquer hora do dia, podendo ser de forte intensidade, em Carolina (MA), por exemplo, contudo o tempo não fica completamente fechado, podendo ocorrer aberturas de sol.

Em Aracaju, Fortaleza e em São Luís, há previsão para rajadas moderadas de vento, de até 50 km/h. Já na Região Norte do país, há condições para pancadas de chuva com trovoadas de moderada a forte intensidade em todas as áreas, incluindo as capitais: Belém, Manaus e Porto Velho, por exemplo. Há risco para temporais no centro-sul do Tocantins, inclusive em Palmas.

Tendência

A Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) será persistente, e deve durar até o final dessa nova semana (ou seja deve começar a desconfigurar no final de 23 de dezembro) e será reforçada pela formação de um novo ciclone extratropical (que começa a se desenvolver a partir do final da terça e que será mais evidente a partir da quarta(21).

Vale ressaltar também que além da atuação da ZCAS, entre Goiás, Minas Gerais e também no norte do Mato Grosso do Sul e de São Paulo teremos a atuação de uma baixa pressão atmosférica, reforçando as instabilidades nessas regiões.

Assim, até o dia 23 de dezembro. espera-se chuva bem volumosa entre Goiás, Distrito Federal, Rio de Janeiro,Espírito Santo, Mato Grosso, Tocantins, Rondônia, Bahia, e no sul do Maranhão e do Pará, além do leste e da costa de São Paulo e no norte do Amapá, com acumulados de mais de 150mm. E em todas essas áreas, há potencial para transbordamento de rios, deslizamentos de terra e inundações.

O Climatempo alerta, atenção para os acumulados de chuva entre 200mm e 700mm, especialmente, entre o Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo e o Rio de Janeiro, onde registrarão os maiores valores. E também entre o Tocantins e o oeste baiano, nesse mesmo período.

É importante mencionar que sobre o Rio de Janeiro, a costa de São Paulo e proximidades (além do Espírito santo e parte do estado mineiro) com a incursão dos vento úmido oriundo do mar, a chuva será intermitente e de maneira moderada a forte, e ajudará na chuva volumosa já a partir do início dessa nova semana. Ou seja, nessas áreas mencionadas a chuva será semelhante ao que ocorreu entre Santa Catarina e o Paraná no final de novembro de 2022, com grande potencial para alagamentos, deslizamentos de terra e inundações.

Com relação às temperaturas, por conta do tempo fechado e principalmente da permanência do ar frio em parte do leste da Região Sul e entre São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, até o final de semana que vem, as temperaturas ficarão baixas nessas faixas. Com termômetros marcando valores abaixo dos 22°C em Curitiba, e entre 22 e 24°C na capital paulista.

VERÃO: No Hemisfério Sul, o verão 2023 começa astronomicamente às 18h48 (hora de Brasília) do dia 21 de dezembro de 2022, quarta, e se estende até às 18h24 (Brasília) do dia 20 de março de 2023, quando terá início o outono de 2023.

Fonte: CLIMATEMPO

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *