CLIMATEMPO 30 de agosto a 04 de setembro 2022, veja a previsão do tempo

Confira o Boletim CLIMATEMPO 30 de agosto a 04 de setembro 2022 e veja a previsão do tempo nas regiões produtoras do Brasil.

O mês de agosto está terminando e o mês de setembro é o mesmo muito importante porque termina o vazio sanitário em muitas áreas produtoras do Brasil. Vale lembrar que o vazio sanitário termina primeiro no Paraná, no dia 10 de setembro e partir do dia 15 em muitas áreas entre o Sudeste e o Centro-Oeste.

É justamente neste período que o produtor precisa saber se vai ter umidade disponível para lançar as primeiras sementes de soja, por isso você pode acompanhar a nossa análise do mapa com a previsão de chuva ou seja anomalia de chuva prevista para o mês de setembro em todo o Brasil.

O mapa mostra a chuva ligeiramente acima da média, ou até mesmo acima da média, em boa parte da região Norte do país, a não ser no estado do Tocantins, onde especialmente as áreas mais ao sul do Estado terão a chuva abaixo da média. Isso não significa ausência total de chuva, mas ela não vai atingir a média histórica.

Continua a chover ao longo da costa do Nordeste, inclusive ficando acima da média nestas regiões, o que é um sinal ainda da influência do fenômeno Laniña.

Já na região sul do Brasil a chuva deve ficar abaixo da média nos três estados, inclusive no sul de Mato Grosso do Sul. Tem previsão de chuva para setembro, mas também não atinge a média histórica. E além disso, a chuva vai ser espaçada por períodos longos de tempo firme.

No centro do país, a preocupação fica especialmente para Mato Grosso do Sul, Goiás e algumas áreas do estado de Mato Grosso, onde em algumas localidades vai ter ausência de chuva. Em muitas áreas entre o Sudeste e o Centro-Oeste a chuva fica abaixo da média e pode acontecer, mas o volume não vai atingir a média histórica.

Justamente pela ausência da chuva, ou pelos períodos muito prolongados sem chuva, essa época do ano a temperatura sobe com bastante facilidade.

Na região Sul do Brasil, a temperatura pode ficar um pouquinho abaixo da média por causa de alguns episódios de chuva e ainda pela entrada de massas de ar de origem polar. Não tem previsão para geadas tardias, pelo menos por enquanto, e também não tem previsão para uma queda muito acentuada na temperatura. Há previsão de pelo menos dois episódios de queda na temperatura com formação de geadas em algumas localidades da região sul do Brasil.

Apesar disso, não há por enquanto risco muito elevado da temperatura afetar culturas como o trigo por exemplo no estado do Paraná.

CLIMATEMPO 30 de agosto a 04 de setembro 2022

Agosto termina com friozinho em Minas Gerais

A passagem de uma frente fria mudou o tempo no Sudeste do Brasil, para áreas do estado de São Paulo, Rio De Janeiro e Espírito Santo, além de, rajadas de vento com moderada a forte intensidade e queda nas temperaturas.

Minas Gerais não foi beneficiada com a chuva, mas sente os efeitos na passagem da frente fria e da entrada da massa de ar frio. Ao longo desta semana, será observada queda acentuada nas temperaturas e rajadas de vento entre 50 e 60 km/h.

Nesta terça-feira (30), a nebulosidade aumenta em todo o leste do estado e pode até garoar pela manhã. No sul minero, chances de geada nas madrugadas e manhãs de terça (30) e quarta-feira (31). Belo Horizonte encerra agosto com friozinho, as temperaturas ficam mais amenas no período da tarde e o calorão do final de semana fica para trás. Nos próximos dias, destaque para temperaturas mais baixas entre a madrugada e a manhã na capital mineira.

CLIMATEMPO 30 de agosto a 04 de setembro 2022

Na estação de Cercadinho, em Belo Horizonte, a menor temperatura deste mês de agosto foi de 7,4°C, na estação convencional do INMET, em 11 de agosto. Para a manhã de quarta-feira (31), a previsão é de 7°C, sendo assim, podemos igualar com o dia mais frio deste mês ou até ter um valor inferior ao observado.

A tarde de terça (30) também será gelada na capital, mas a partir de quarta-feira (31), as temperaturas voltam a subir lentamente. Serão dias de grande amplitude térmica, pelo menos até o fim desta semana, ou seja, grande diferença entre as temperaturas mínimas e máximas.

O calor retorna no final de semana, e a chuva, somente na segunda quinzena de setembro, próximo a entrada da primavera

Fonte: CLIMATEMPO

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.