Curiosidades

Conheça o violão gigante feito com milhares de árvores, linda história de amor e que é visto do céu

Conheca-o-violao-gigante-feito-com-milhares-de-arvores-linda-historia-de-amor-e-que-e-visto-do-ceu

Um aviso importante! prepare o lencinho, pois até para os mais brutos os olhos vão querer suar…

No sul de Córdoba, na Argentina, bem no meio da planície dos Pampas, um violão gigante pode ser visto do céu. Local levou 5 anos para ficar pronto com milhares de árvores e cores que se destacam na paisagem rural. E o mais lindo de tudo isso é que por trás desta obra da natureza vive uma grande história de amor, confira! (no final desta matéria você vai poder conferir também um sobrevoo completo sobre o violão gigante)

Os pampas úmidos da Argentina são uma das maiores planícies do mundo e nessa superfície sem fim há uma surpresa que esconde uma linda história de amor que tenta vencer o tempo. A cerca de 20 quilômetros da cidade de General Levalle, no sul da província de Córdoba, está a Estância La Guitarra, uma formação perfeita de cerca de 25 hectares que se torna bem visível vista do céu. (Clique aqui para as ver no Google Maps)

O violão gigante é feito de cipreste e eucalipto em vez de culturas de cereais, e tem quase um quilômetro de comprimento. “É incrível ver um design que foi tão meticulosamente colocado tão abaixo. Não há nada como isso“, diz Gabriel Pindek, piloto comercial da companhia aérea Austral da Argentina.

7 mil árvores dão vida ao violão

Por trás deste violão gigante do pampa argentino, e suas 7.000 árvores, está uma história de amor que deixou sua marca na família e em todos que a conhecem. Você será o próximo, prepare-se para ser marcado com está dedicatória tão incrível.

O violão gigante construído com milhares de árvores é uma obra de Pedro Martin Ureta, um agricultor local de 70 anos. Sua grande inspiração foi a sua falecida esposa Graciela Yraizoz, que morreu em 1977 aos 25 anos.

De acordo com o blog oficial, o violão “é construído em seus contornos por pinheiros de cipreste californiano verde escuro, as 6 cordas do violão são feitas com eucaliptos medicinais de um tom azulado característico, a ponte como a estrela que decora a boca do violão, são delineadas por pinheiros de cipreste de abacaxi“. Tem um comprimento de 2.500 metros e 400 metros de largura, e um total de 7.000 árvores.

Para Pedro, construir o violão não foi tarefa fácil. Ele consultou vários paisagistas, mas eles não entenderam completamente o que ele queria fazer. Então ele decidiu fazê-lo por conta própria, e dedicou seu tempo para que Graciela pudesse ver a guitarra do “céu“. Levou vários anos para as árvores crescerem e o violão atingir seu esplendor completo. Quem a conhece diz que depois da chuva as cores são melhoradas e a deixam mais bonita.

Do chão é difícil imaginar que você está no meio de um violão, e um deles é cercado por grandes fileiras de árvores. O paradoxo é que seu criador nunca poderia admirá-lo do ar porque ele tinha medo de voar.

Conheça o violão gigante feito com milhares de árvores, linda história de amor e que é visto do céu
Pedro Martin Ureta

Inspirado pelo amor verdadeiro

Ureta, descendente de uma família de fazendeiros com raízes profundas na região, era bastante boêmio em sua juventude. Viajou para a Europa e conviveu com artistas e revolucionários. Depois de voltar para casa no final da década de 1960, o então jovem de 28 anos ficou enamorado por Graciela, que tinha apenas 17 anos. O padre local quase se recusou a realizar o casamento, lembra Ureta – ele não achava que o fazendeiro estava suficientemente comprometido em amar verdadeiramente a Sra. Yraizoz “todos os dias” de sua vida. Mas Ureta provou ser extraordinariamente devotado à sua esposa, dizem seus amigos e filhos. O casamento foi muito feliz, mas infelizmente breve.

Conheça o violão gigante feito com milhares de árvores, linda história de amor e que é visto do céu
Graciela Yraizoz Ureta

Minha mãe era muito trabalhadora, tinha muitos projetos“, diz Soledad (38), um dos quatro filhos gerados pelo casamento. “Ela vendia roupas e ajudava meu pai a seguir em frente.” Um dia, durante um voo sobre as planícies do pampa, Graciela notou uma fazenda que, através de um acaso de topografia, parecia um balde de ordenha, dizem seus filhos. Foi quando ela começou a pensar em projetar a própria fazenda da família em forma de violão, um instrumento que ela amava.

Meu pai era muito jovem, e estava ocupado com seu trabalho e seus próprios planos”, diz seu filho mais novo, Ezequiel, de 36 anos. “Ele diria a ela: ‘Falaremos sobre isso mais tarde.‘ Mas Graciela não teve muito tempo para esperar. Um dia, em 1977, ela desmaiou. Ela tinha sofrido um aneurisma cerebral, um vaso sanguíneo enfraquecido que eventualmente estourou. Ela morreu pouco depois; carregando o que teria sido o quinto filho do casal.

Hoje, Ureta diz que a morte de sua esposa apontou sua vida em uma direção mais filosófica. Ele deu um passo atrás, leu sobre o budismo, e nunca parou de pensar nela. Ureta parafraseia uma frase do guitarrista e escritor folclórico argentino Atahualpa Yupanqui que descrevia seu estado de espírito: “Eu galopava muito, mas ainda chegava tarde mesmo assim“.

Um legado para a família Ureta

Plantar um violão era um assunto de família, e fazer as mudas jovens crescerem era uma tarefa difícil que exigia dedicação. Lebres e cobaias selvagens destruiriam as frágeis plantas. “É uma área semiárida com ventos fortes e secas”, diz Ureta. “Tive que plantar e replantar e quase desisti do projeto.” Finalmente, Ureta teve uma ideia salvadora: ele usou sucata e outros materiais para construir mangas protetoras ao redor das árvores jovens.

Conheça o violão gigante feito com milhares de árvores, linda história de amor e que é visto do céu

Maria Julia, filha de Ureta, de 39 anos, diz que quando as árvores finalmente começaram a crescer, sentiu que sua mãe havia voltado à vida. Enquanto cuidava das árvores, Ureta também criava quatro filhos. Todos os dias, ele levava as crianças para a escola em sua caminhonete. Quando o caminhão ficou preso na lama durante a estação chuvosa, ele usou um cavalo para puxá-lo para fora. Hoje, o filho mais velho, Ignacio, 42 anos, é engenheiro; Maria Julia é representante farmacêutica; Soledad é professor de educação especial; e Ezequiel é veterinário. Há nove netos.

Ureta esperou muito tempo após a morte de Graciela antes de começar outro relacionamento sério, dizem seus filhos. Na década de 1990, ele começou a sair com Maria de los Angeles Ponzi, que dirige a farmácia da cidade. Eles não se casaram, mas têm uma filha de 11 anos, Manuela. Maria diz que agradece a beleza da homenagem à primeira esposa de seu parceiro. Ureta nunca viu sua grande guitarra do céu, exceto em fotos. Ele tem medo de voar. Ele prefere imaginar. Afinal, ele a construiu como uma prova de amor, não como um objeto para admirar.

Sobrevoo

Agora que você já conhece a linda história do violão gigante da Argentina, assista abaixo um sobrevoo realizado com o Microsoft Flight Simulator, mas que nos transmite toda realidade deste lugar maravilhoso.

E então, o que achou desta emocionante história de amor? Deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe este conteúdo para inspirar os amigos…

AGRONEWS® é informação para quem produz

Artigos relacionados
Diárias de Mercado

Trigo: semeadura deve se intensificar no Brasil

Mercado FinanceiroNotícias

Milho: cotações em Mato Grosso apresentaram queda

Diárias de Mercado

Trigo: preço continuará em alta no ano de 2022

Mercado Financeiro

Argentina deverá colher 22,1 milhões de toneladas de trigo em 2021/22

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.