Diesel fecha maio com alta de mais de 4% nos postos, aponta Ticket Log

Diesel já registra sua 6° alta consecutiva e nenhum estado apresentou recuo no preço médio no período

O preço médio do litro do diesel comum nos postos brasileiros fechou o mês de maio a R$ 7,17, alta de 4,40% em relação ao mês de abril, enquanto o tipo S-10 aumentou 4,14% e fechou o período a R$ 7,28. É o que aponta o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log.

“O preço do diesel já registra sua sexta alta consecutiva e, diferentemente do fechamento de abril e da primeira quinzena de maio, nenhum Estado brasileiro apresentou qualquer recuo no preço, de acordo com o último levantamento da Ticket Log. Se compararmos com o início do ano, o valor já está mais de 29% mais caro, e, com um ano atrás, cerca de 53%”, destaca Douglas Pina, Diretor-Geral de Mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

De acordo com análise regional, o Norte lidera o maior preço médio para o diesel comum, comercializado a R$ 7,43, e a maior alta no preço, de 4,83%. Os postos de abastecimento do Norte também registraram a média mais cara para o diesel S-10, vendido a R$ 7,56, com alta de 4,03%. Já as menores médias para os dois tipos foram registradas nas bombas de abastecimento do Sul, a R$ 6,73 o comum, e R$ 6,82 o S-10.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Nenhum Estado apresentou recuo no valor dos dois tipos de diesel. A Bahia deixou o posto das maiores médias, mas segue na liderança das altas mais expressivas para o tipo comum, que aumentou 9,49% e passou de R$ 6,87 para R$ 7,53; e para o tipo S-10, que aumentou 7,50% e passou de R$ 7,11 para R$ 7,64.

Ainda na análise por Estado, o Acre registrou a média mais alta para o diesel comum, comercializado a R$ 7,77, alta de 2,74%; e o Amapá apresentou as médias mais caras para o tipo -S-10, vendido a R$ 7,85, com alta de 0,73%. Já o Rio Grande do Sul apresentou as menores médias para o diesel comum (R$ 6,67), e para o diesel S-10 (R$ 6,72), mesmo com altas de 3,80% e 3,46%, respectivamente.

larco petroleo

Empresas de combustíveis visam setor de agronegócios

Com planos de expansão na região Centro-Oeste, a Larco Petróleo tem em sua estratégia de crescimento nacional atender diretamente produtores rurais, agrícolas e o que envolve o setor do agronegócio, levar um atendimento diferenciado com qualidade, preço justo e transparência, fortalecer a marca como um dos grandes fornecedores e parceiro na distribuição de petróleo. Para o gerente territorial da Larco, Fábio Valdisser, a agroindústria tem muito a ganhar com a Larco. “Acreditamos muito nesse mercado e temos muito a oferecer com nossos serviços. Este é um dos motivos para trazer a nossa bandeira para o estado e consolidar o nosso crescimento no Centro-Oeste“, diz.

Com 22 anos de operação no Brasil, a Larco consolidou-se como uma das 10 maiores distribuidoras de combustíveis do Brasil e a quarta do segmento no Nordeste. São 14 bases de armazenagem localizadas estrategicamente pelo país e uma frota com mais de 300 veículos (incluindo bitrens, trucks e carretas), além de uma rede própria de postos, em constante crescimento.

Para saber mais acesse: http://www.larcopetroleo.com.br/
Contato direto em Mato Grosso: 65 99919-5232 (Whatsapp)

*Com informações da Ticket Log

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.