“Houve pouca conversa com o homem pantaneiro”, reconhece Deputado Avalone sobre o PL 03/2022

Sobre o Projeto de Lei 03/2022, “Fica claro pra mim que todas as vezes que a gente (Parlamento) não houve direito o homem pantaneiro, a gente tem uma chance maior de errar.“, reconhece Avalone.

Durante a Sessão Extraordinária da Comissão de Meio Ambiente que aconteceu nesta terça-feira(1º), o presidente da Comissão, Deputado Carlos Avalone, esclareceu ao AGRONEWS® a inviabilidade do plantio de soja no Pantanal e enfatizou a importância da avaliação criteriosa do Projeto de Lei com a participação de representantes do setor produtivo.

Fica claro pra mim que todas as vezes que a gente (Parlamento) não houve direito o homem pantaneiro, a gente tem uma chance maior de errar. Aqui claramente foi isso que aconteceu, houve pouca conversa com o homem pantaneiro. A proposta foi feita na primeira Sessão deste ano, uma Sessão Extraordinária e precisava de mais discussões. Agora a comissão pede o sobrestamento da votação, nós vamos consultar isso com a própria mesa diretora e vamos aguardar a apresentação de um projeto que nós contratamos da Embrapa, junto com a Sema, para que possamos ter mais informações sobre o Pantanal e a partir daí possamos voltar a discutir o PL 03/2022.“, explica Avalone.

O deputado relembra o episódio interpretado como liberação do plantio de soja na região do Pantanal e reafirma a impossibilidade prevista na Lei vigente. “Nunca pôde, continua não podendo e esta Lei não permite. Então para ficar claro, na área alegada do Pantanal não é permitido plantar soja e nem outra coisa a não ser a vegetação nativa do Pantanal.”, enfatiza o presidente da Comissão do Meio Ambiente.

Outros representantes do parlamento e convidados técnicos se pronunciaram também. Clique aqui e veja a cobertura completa da Sessão Extraordinária da Comissão de Meio Ambiente que aconteceu nesta terça-feira(1º) na ALMT.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.