CuriosidadesDestaqueNotícias

Maior cajueiro do mundo pode perder seu título

Duelo de gigantes! Pasmem, mas um novo gigante brasileiro pode receber o título de maior cajueiro do mundo, confira!

Antes é importante saber que o maior cajueiro do mundo está localizado no Brasil. Árvore frutífera gigante nasceu na praia de Pirangi do Norte, no estado brasileiro do Rio Grande do Norte. Ele fica a cerca de 25 km da capital Natal.

Maior cajueiro do mundo pode perder seu título

O cajueiro foi incluído no Guinness World Records em 1994, reconhecido oficialmente como o maior cajueiro do mundo. Ele tem cerca de 60 metros de altura e ocupa uma área de aproximadamente 8.500 metros quadrados. Mas esse título está ameaçado por outro gigante brasileiro, leia e entenda.

Artigos relacionados

Maior cajueiro do mundo e suas características monumentais

Segundo relatos da tradição oral local, este gigante é cultivado há mais de 400 anos e produz cerca de 2,5 toneladas de caju por safra. Vamos fazer uma conta simples, o cajueiro é uma árvore frutífera que produz cajus, que são frutos ovalados de cerca de 5 cm de comprimento e 3 cm de largura. O peso médio de um caju é de cerca de 50 gramas, o que significa que 2,5 toneladas correspondem a aproximadamente 50.000 cajus, mas pesquisadores afirmam que a árvore pode produzir até 70.000 frutos por estação.

No entanto, é importante lembrar que esse é um cálculo aproximado e que o número real de frutos pode variar dependendo do tamanho e do peso dos frutos. Mesmo assim, é muito caju.

Maior cajueiro do mundo pode perder seu título

O Cajueiro de Pirangi é uma árvore frutífera gigante que se destaca pelo seu tamanho imponente e pela sua beleza natural. Ele é composto por um tronco principal, que tem cerca de 60 metros de altura, e por uma grande quantidade de galhos e folhas que se estendem por toda a sua extensão, que chega a aproximadamente 8.500 metros quadrados, o equivalente a 70 cajueiros de tamanho normal e ele ainda poderia crescer mais ainda, se tivesse espaço pra isso.

Qual a explicação para esta anomalia no crescimento?

Estudiosos afirmam que sem dúvidas é uma árvore única que tem um crescimento atípico devido a duas anomalias genéticas. Em vez de crescer para cima, os galhos da árvore crescem para os lados e, com o tempo, devido ao seu próprio peso, eles tendem a se curvar para baixo até atingir o solo.

Quando os galhos tocam o solo, eles começam a criar raízes e a crescer novamente, como se fossem troncos de outra árvore. Esse processo se repete várias vezes, o que cria a impressão de que há várias árvores, mas na verdade existem apenas dois cajueiros. O maior cajueiro, que sofre dessa anomalia, cobre cerca de 95% da área do parque. Há também um outro cajueiro, plantado alguns anos antes, que não tem essa anomalia.

Maior cajueiro do mundo pode perder seu título

O tronco principal do cajueiro gigante se divide em cinco galhos, quatro dos quais sofrem da anomalia genética e criam raízes e troncos que contribuem para o gigantismo da árvore. Apenas um dos galhos tem um comportamento normal e para de crescer depois de atingir o solo. Os habitantes da região chamam esse galho de “Salário Mínimo”. As raízes do cajueiro podem chegar a 10 metros de profundidade.

Segundo os especialistas, o cajueiro gigante poderia chegar a até 40 mil metros quadrados se houvesse espaço para continuar o crescimento.

Além de ser um atrativo turístico, o cajueiro monumental é também um lugar tranquilo e bonito, ideal para passeios e descanso. Ele é cercado por um gramado verde e por uma cerca de madeira, o que o torna um lugar seguro e agradável para caminhar e apreciar a natureza. O local também é um lugar perfeito para fotografias, graças à sua beleza e ao tamanho imponente da árvore.

Maior cajueiro do mundo pode perder seu título

História

O maior cajueiro do mundo está localizado em um lugar muito importante para a cultura e a história da cidade de Natal e do estado do Rio Grande do Norte. Ele é um símbolo da região e é mencionado em muitas histórias e lendas locais. Segundo a lenda, o cajueiro foi plantado há mais de 400 anos por um grupo de índios que viviam na região. Eles acreditavam que o cajueiro era um lugar sagrado e o usavam como ponto de encontro para as suas cerimônias religiosas.

Com o passar dos anos, o cajueiro se tornou um importante recurso econômico para a região, graças à produção de caju. Ele também se tornou um atrativo turístico muito popular e atrai milhares de visitantes todos os anos. Hoje em dia, o cajueiro gigante é considerado um símbolo da cidade de Natal e é um lugar muito importante para a cultura e a história da região.

Maior cajueiro do mundo pode perder seu título

Curiosidades

Algumas curiosidades sobre este lugar único são:

  • O cajueiro é tão grande que é possível ver o seu topo de vários pontos da cidade de Natal. Ele é um ponto de referência muito importante para os moradores e visitantes da cidade.
  • O cajueiro gigante é tão antigo que já foi mencionado em livros e documentos históricos da região. Ele é um símbolo da cidade e da sua história.
  • O cajueiro é tão importante para a região que até mesmo o brasão da cidade de Natal o representa. Ele é um símbolo forte e significativo para os moradores da cidade.
  • O cajueiro é tão grande que é possível subir até o seu topo e ter uma vista panorâmica da cidade. É uma experiência única e inesquecível para quem visita a praia de Pirangi.
Maior cajueiro do mundo pode perder seu título

Título mundial ameaçado

Pasmem, mas atualmente o título de maior cajueiro do mundo está ameaçado por outro gigante brasileiro. Recentemente surgiu a concorrência do Cajueiro Rei do Piauí, localizado no município de Cajueiro da Praia, no estado do Piauí. Embora ainda não foi oficializado pelo Guinness Book, um estudo divulgado pela secretaria estadual de Turismo do Piauí em fevereiro de 2016 afirma que o cajueiro piauiense tem 8 800 m², enquanto o do Rio Grande do Norte tem apenas 8 500 m², o piauiense sendo portanto 300 m² maior que o potiguar, tornando-se possivelmente o “maior cajueiro do mundo“.

Como isso ainda não foi oficializado pelo livro de registros dos recordes mundiais, vamos aguardar esta disputa de gigantes e em breve postaremos uma nova matéria sobre este título frutífero.

Por Vicente Delgado – AGRONEWS®

Um Comentário

  1. Esse cajueiro encanta, mesmo aqui a distância. É um símbolo da natureza que sinaliza para todos os humanos: cuidado, pois somos um só…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo