Milho: confira a estimativa da Safra de Milho 2021/22

Na segunda-feira (05/09), o Imea consolidou os dados safra 2021/22 do milho de Mato Grosso, confira!

Na 12ª estimativa da safra 2021/22 de milho em Mato Grosso, o Imea divulgou os dados consolidados de área, produtividade e consequentemente de produção, trazendo como destaque um reajuste positivo para a área consolidada via georreferenciamento.

Sendo assim, após análises via georreferenciamento das áreas, está foi consolidada em 7,15 milhões de hectares (ha), incremento de 11,82% em relação à última estimativa de agosto de 2022 e 22,36% maior que a safra 2020/21 no estado (5,84 milhões de ha). Assim como foi visto na safra de soja, o reajuste positivo foi pautado pela conjuntura dos altos patamares de preços que o milho vem registrando desde a safra passada, o que incentivou o produtor a aumentar a sua área.

Além disso, outro fator que colaborou para essa expansão, foi o adiantamento no período da semeadura, dado a antecipação recorde da colheita da soja. No que tange a produtividade, com a finalização da colheita do milho no estado durante a segunda quinzena de agosto de 2022, o Instituto mensurou os impactos do corte das chuvas sobre as áreas que foram semeadas fora da janela ideal em cada região.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Desse modo, a produtividade foi consolidada em 102,23 sc/ha na média do estado. Analisando regionalmente, a escassez hídrica em grande parte do estado nos meses de abril de 2022 e maio de 2022, prejudicaram o rendimento de todas as regiões frente ao que se era esperado inicialmente, principalmente para as regiões centro-sul (92,26 sc/ha), sudeste (97,79 sc/ha), e oeste (98,37 sc/ha), sendo as mais prejudicadas pelo corte de chuvas.

Por outro lado, a região médio-norte, conseguiu manter o maior rendimento dentre as demais, em 108,47 sc/ha, visto que, aproximadamente 95% das áreas dessa região foram semeadas na janela ideal de plantio, e alguns municípios receberam volumes de chuvas bem distribuídos no período de desenvolvimento das lavouras.

Por fim, com os reajustes na área e produtividade, a produção do cereal para a safra 2021/22 ficou consolidada em 43,84 milhões de toneladas, 34,62% a mais que na safra passada.

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.