Ômicron/Austrália: mão de obra escassa prejudica produção e distribuição do maior produtor de frango

As ações do Inghams Group caíram acentuadamente nesta terça-feira (11), ômicron não diminui

As ações do Inghams Group caíram acentuadamente nesta terça-feira, depois que o maior produtor de frango da Austrália alertou que sua produção e distribuição foram afetadas pelo número de funcionários doentes com a variante ômicron da covid-19. As ações caíram cerca de 8,5% nas negociações da manhã, depois que a Inghams disse que não poderia estimar o efeito da interrupção em seu desempenho financeiro.

A Inghams fornece para os principais supermercados e lojas de fast-food da Austrália, incluindo as franquias KFC, McDonald’s e Subway. A empresa disse que algumas unidades permanecem operando, mas o número de funcionários foi significativamente menor do que o normal, com muitos trabalhadores forçados a se isolar em casa de acordo com as regras para retardar a propagação do vírus. “Isso interrompeu a capacidade de produção e distribuição e teve efeito negativo nas vendas”, disse Inghams em comunicado à Australian Securities Exchange.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

O cliente de Inghams, Woolworths Group., que opera a maior rede de supermercados da Austrália, escreveu na semana passada aos clientes pedindo desculpas pelas prateleiras vazias em meio à interrupção causada pela covid-19. A Coles Group Ltd., outra rede de supermercados que vende produtos da Inghams, limitou a quantidade de frango e alguns outros produtos de carne que os clientes podem comprar de cada vez.

O presidente-executivo da Inghams, Andrew Reeves, disse que as mudanças planejadas nas regras de isolamento devem ajudar a companhia a aliviar a escassez de pessoal, que está criando “ineficiência operacional significativa.”

“À medida que as condições operacionais começarem a se estabilizar, esperamos que nossa capacidade de produção se recupere de forma relativamente rápida para atender à demanda de clientes e consumidores”, disse Reeves.

Fonte: Broadcast agro/ Dow Jones Newswires

AGRONEWS® – Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.