Reação do preço do boi gordo deve se manter para o ano de 2022

Instituto Desenvolve Pecuária avalia que o mercado do boi tem demonstrado força e consistência, com tendências de alta

O ano de 2021 foi interessante para a pecuária brasileira e para 2022 dois pontos devem ter atenção do setor, a alimentação para o gado e as exportações. A avaliação é do presidente do Instituto Desenvolve Pecuária, Luis Felipe Barros, que destacou questões importantes sobre preço, custos e mercado internacional.

Reação do preço do boi gordo deve se manter para o ano de 2022
Luis Felipe Barros – Presidente do Instituto Desenvolve Pecuária

A expectativa de Barros é de que ocorra uma reação importante em relação ao preço do boi gordo. Ao fazer uma retrospectiva do ano, lembrou que até maio os valores cresceram muito com terneiros sendo vendidos a R$ 17,00, mas a partir de julho teve início uma queda, chegando a R$ 10,50 no final de setembro. “Porém, de outubro em diante, começou uma reação muito forte e o preço do boi gordo encerrou a primeira semana de dezembro em R$ 23,00”, observou, destacando que é preciso entender que existem momentos de alta e de queda das cotações e o pecuarista deve sempre fazer uma análise do mercado.

Conforme Barros, o que mais pesa hoje no bolso do pecuarista, especialmente para quem confina, é a questão da alimentação. “Com isso, muito confinamento acabou saindo do mercado e hoje tem mais animais semi-confinados ou que estão em pastagens. Vamos ver se com o preço reagindo e não subindo o farelo de soja, arroz e milho que são alimentos base dos confinamentos, consiga haver mais gado retido nessa forma de criação”, avaliou.

Leia também: O boi tem pressão, mas saiu do buraco. Calma, pastos vão folgando e a China voltará até fevereiro

Em relação às exportações, Barros destacou que o preço do gado consegue reagir com um cenário de retorno da China, vendas mantidas para Estados Unidos e Europa e abertura do mercado russo. Também ressaltou a possibilidade do mercado de importação de gado vivo se constituir de uma forma mais horizontal, uma vez que comprou muito em 2020 e pouco em 2021. “Com este cenário, teríamos a certeza que o valor poderia chegar facilmente entre R$ 28,00 e R$ 29,00”, estimou.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Ao fazer uma avaliação dos 8 meses de existência do Desenvolve Pecuária, Barros salientou o importante trabalho desenvolvido e o seu reconhecimento por parte do setor, assim como a criação do aplicativo Negócio Fechado, uma ferramenta de compra e venda virtual de gado. “Hoje estamos trabalhando com a questão da informação, dos dados. São insumos para que seja possível ter uma maior eficiência e resultado”, colocou, lembrando também outras iniciativas com ênfase na tecnologia. “Estamos muito entusiasmados para 2022. Vai ser um ano de maturação do Desenvolve Pecuária”, concluiu.

Foto: Divulgação
Texto: Rejane Costa/AgroEffective

AGRONEWS® – Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.