Mercado FinanceiroNotícias

Soja: contratos despencam na Bolsa de Chicago; clima favorável nos EUA

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a segunda-feira com preços em forte baixa, devolvendo parte dos ganhos de cerca de 10% acumulados na semana passada.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

A previsão de temperaturas baixas e de chuvas para o Meio Oeste dos Estados Unidos nos próximos 10 dias, favorecendo as lavouras americanas, determinou queda acentuada de hoje, após o feriado do Dia da Independência. A baixa do petróleo e a firmeza do dólar frente a outras moedas contribuiu para a elevação.

Os analistas aguardam agora o relatório de evolução das lavouras que será divulgado no final do dia pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O mercado espera que o USDA mantenha em 60% os índices de lavouras entre boas e excelentes condições.

As inspeções de exportação norte-americana de soja chegaram a 206.152 toneladas na semana encerrada no dia 1o de julho, conforme relatório divulgado pelo USDA. O mercado esperava o número em 195 mil toneladas. Na semana anterior, as inspeções de exportação de soja haviam atingido 110.515 toneladas. Em igual período do ano passado, o total inspecionado fora de 561.635 toneladas.

Os contratos da soja em grão com entrega em agosto fecharam com baixa de 89,00 centavos de dólar por bushel ou 6,2% a US$ 13,44 1/4 por bushel. A posição novembro teve cotação de US$ 13,05 por bushel, com perda de 94,00 centavos ou 6,71%.

Nos subprodutos, a posição agosto do farelo caiu US$ 24,90 ou 6,52% a US$ 356,60 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em agosto fecharam a 60,40 centavos de dólar, perda de 3,07 centavo ou 4,83%.

Por Dylan Della Pasqua – Agência Safras

AGRONEWS – Informação para quem produz

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar