Diárias de Mercado

Soja: preços devem acompanhar recuperação de Chicago

O mercado brasileiro de soja deve seguir em ritmo lento nesta quarta. Os preços tendem a recuperar parte das perdas de ontem, acompanhando a recuperação técnica de Chicago. O dólar opera em baixa e os prêmios subiram. A volatilidade recente de Chicago faz os negociadores adotarem uma postura mais cautelosa no Brasil.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Os preços tiveram quedas consistentes na terça no mercado brasileiro, seguindo a forte baixa de Chicago. O recuo só não foi maior, devido a boa alta do dólar frente ao real. Os negociadores saíram do mercado, travando a comercialização.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos baixou de R$ 159,00 para R$ 156,00. Na região das Missões, a cotação recuou de R$ 158,00 para R$ 155,00. No porto de Rio Grande, o preço caiu de R$ 164,00 para R$ 161,00.

Em Cascavel, no Paraná, o preço baixou de R$ 159,00 para R$ 154,50 a saca. No porto de Paranaguá (PR), a saca passou de R$ 164,50 para R$ 160,00.

Em Rondonópolis (MT), a saca recuou de R$ 153,50 para R$ 150,50. Em Dourados (MS), a cotação caiu de R$ 149,00 para R$ 147,00. Em Rio Verde (GO), a saca baixou de R$ 155,00 para R$ 152,00.

Bolsa de Chicago

Os contratos com vencimento em novembro registram valorização de 1,59% neste momento, cotado a US$ 13,25 ½ por bushel.

O mercado busca uma recuperação frente ao tombo de ontem, quando o grão recuou mais de 6%. Lavouras piores que o esperado nos Estados Unidos abrem espaço para a correção.

Segundo o USDA, até 4 de julho, 59% estavam entre boas e excelentes condições – o mercado esperava 60% -, 30% em situação regular e 11% em condições entre ruins e muito ruins. Na semana anterior, os índices eram de 60%, 31% e 9%, respectivamente.

Por Dylan Della Pasqua – Agência Safras

AGRONEWS – Informação para quem produz

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados