Dicas de EspecialistasDestaqueNotícias

Uso de tecnologias e gestão integrada no agro são as tendências para 2023

Inteligência artificial, internet das coisas, Big Data, 5G, Holding Rural, automação e diversos outras aplicações tecnológicas são as tendências para o próximo ano, confira!

Para começarmos este artigo, entre as tendências para 2023 no setor agro, podemos destacar o uso de tecnologias e mudanças estruturais na gestão administrativa. Promover a profissionalização do agronegócio, gera aumento da eficiência, produtividade e sustentabilidade da propriedade rural.

Uso de tecnologia

O agronegócio já é e será ainda mais beneficiado pela tecnologia em 2023, visando aumentar a eficiência e produtividade com menores custos. De acordo especialistas em tecnologia, a conectividade será uma das principais tendências para o setor, possibilitando soluções como, Inteligência Artificial (AI), Internet das Coisas (IoT), Edge Computing, Big Data e Analytics, todas baseadas na nuvem computacional. A ampliação da cobertura 5G no Brasil também deve ajudar a reduzir as áreas de sombra de conectividade, atualmente em cerca de 70% do território agrícola do país.

Uso de tecnologias e gestão integrada no agro, confira as tendências para 2023

O IoT, por exemplo, permite a conexão de máquinas a softwares de gestão, otimizando as operações agrícolas independentemente do tamanho da empresa. Já o Edge Computing leva a computação até o local de atuação, como na automação de processos de irrigação, garantindo água e nutrientes para os cultivos de forma específica. Big Data e Analytics coletam e transformam dados de diferentes fontes em informações valiosas, apoiando as decisões estratégicas do setor.

A tecnologia também pode contribuir para a sustentabilidade no agronegócio, como a utilização de drones para monitoramento de solo e vegetação, ou o uso de sensores para otimizar o uso de defensivos e outras aplicações. Além disso, a tecnologia de realidade aumentada e virtual pode ser utilizada para treinamentos e educação dos profissionais do setor.

E tudo isso aliado a uma plataforma de negócios integrada, como uma holding rural, podem fazer com que a propriedade rural possa sistematizar todos os processos para que funcionem quase que automaticamente, diminuindo intervenções e poupando recursos importantes. Isso os especialistas chamam de profissionalização do agronegócio.

Uso de tecnologias e gestão integrada no agro, confira as tendências para 2023
Profissionalização do agronegócio com a implantação de uma estrutura organizacional mais eficiente

Profissionalização do agronegócio

A profissionalização do agronegócio é um processo que busca aperfeiçoar a gestão e a administração das atividades agrícolas, visando aumentar a eficiência, competitividade e sustentabilidade do setor. Uma das formas de promover a profissionalização do agronegócio é a utilização da estrutura de holding rural.

Uma holding rural nada mais é que uma empresa que detém ações de outras empresas agrícolas, permitindo a integração e otimização da gestão de diferentes atividades do setor. Além disso, a holding pode também ter participação em empresas que prestam serviços ao setor agrícola, como transporte, armazenamento, tecnologia, entre outros.

A profissionalização do agronegócio com a implantação de uma holding rural pode trazer diversos benefícios, como aumento da eficiência e produtividade, redução de custos, melhoria da qualidade dos produtos, aumento da competitividade e promoção da sustentabilidade.

Uso de tecnologias e gestão integrada no agro, confira as tendências para 2023
A holding rural pode ser uma forma de promover a sucessão familiar nas propriedades agrícolas

Para o especialista em Gestão Empresarial, Thiago Paixão, da Orga Agro, o produtor rural deve levar em consideração que a criação de uma holding pode exigir um planejamento mais elaborado e pode estar sujeita a regulações mais rígidas. Porém tudo isso vai ser recompensado com os resultados que serão alcançados a médio e longo prazo.

Entre diversos benefícios de uma holding rural, posso destacar que esse formato estrutural pode ser muito útil para promover a sucessão familiar nas propriedades agrícolas, facilitar a organização patrimonial e proporcionar economia tributária por meio de aproveitamento de créditos tributários e distribuição de lucros entre empresas da holding. A holding rural é uma opção interessante para empresários agrícolas que buscam otimizar a gestão de suas atividades e ampliar a escala de negócio.“, explica Thiago.

Resumidamente, Thiago lista 5 vantagens da implantação de uma holding rural, confira:

  1. Herança: A holding rural pode ser uma estrutura útil para a transmissão de bens agrícolas de uma geração para outra, pois permite a agregação de diversas propriedades em uma única empresa, facilitando a divisão e o planejamento da herança.
  2. Tecnologia: Usando uma plataforma de integração tecnológica, os processos podem ser otimizados para a gestão de diferentes atividades agrícolas, tornando possível o uso da tecnologia de forma mais eficiente. O controle fica na disponível na palma da mão do gestor, com acesso rápido, fácil e multitarefas, permitindo notificações em tempo real de atividades que precisão de atenção ou para o cumprimento de prazos estabelecidos por exemplo.
  3. Sucessão familiar: Este é um ponto que merece bastante cuidado e atenção. A holding rural pode ser uma forma de promover a sucessão familiar nas propriedades agrícolas de forma mais imparcial e coerente, pois permite a agregação de diversas propriedades em uma única empresa e a participação de diferentes membros da família na gestão dos negócios. Isso facilita a transição e evita possíveis problemas futuros na sucessão familiar.
  4. Organização patrimonial: Como a holding permite a agregação de diversas propriedades em uma única empresa, a organização patrimonial também pode ser útil para minimizar riscos e proteger os ativos da propriedade rural. Por exemplo, a holding pode utilizar estratégias de seguro e investimento para proteger os ativos contra eventos imprevistos, como incêndios, enchentes ou perdas de safra. Isso pode uma forma de maximizar o valor dos ativos agrícolas, facilitar a gestão e proteger os bens da propriedade.
  5. Economia tributária: Aqui é uma das grandes vantagens da holding rural, imagine que você pode ter economia tributária por meio do aproveitamento de créditos tributários, distribuição de lucros entre empresas da holding e outras estratégias fiscais. No entanto, é importante levar em consideração as regulações tributárias do país onde a holding está localizada. Por isso é essencial a ajuda de um especialista para te orientar no planejamento e execução das ações.

Thiago também acredita que a integração com sistemas tecnológicos é fundamental para o sucesso e crescimento de qualquer empresa rural. E diferente daquilo que muitos acreditam estar disponível apenas para grandes produtores, o especialista explica que é justamente o produtor de pequena e média escala que podem ser os maiores beneficiados com a implantação destes modelos. “Com a utilização de ferramentas de gestão eficientes, é possível aumentar a produtividade, diminuir custos e tomar decisões estratégicas mais assertivas, contribuindo para o fortalecimento do setor agrícola no país.“, completa.

Uso de tecnologias e gestão integrada no agro, confira as tendências para 2023 - 6
O controle na palma da mão do gestor, com acesso rápido, fácil e multitarefas, permitindo notificações em tempo real de atividades importantes

Vantagens competitivas

O uso da tecnologia e a gestão profissional na propriedade rural podem trazer diversos benefícios, como aumento da eficiência, redução de custos, melhoria da qualidade dos produtos e promoção da sustentabilidade. A gestão integrada é uma forma de utilizar a tecnologia de forma a integrar diferentes atividades agrícolas, otimizando a gestão e maximizando os lucros.

Neste contexto, a tecnologia pode ser utilizada para monitorar as condições climáticas e do solo, controlar o uso de insumos, monitorar a qualidade dos produtos e reduzir o impacto ambiental da produção agrícola. Além disso, a tecnologia pode auxiliar na identificação de novas oportunidades de negócio e aumentar a visibilidade da propriedade rural para o mercado.

Veja abaixo 5 vantagens competitivas:

  1. Otimização da produção: Neste caso, podemos utilizar a tecnologia para monitorar as condições climáticas e do solo, bem como para controlar o uso de insumos como água, fertilizantes e defensivos. Isso permite aumentar a eficiência da produção e minimizar os desperdícios.
  2. Redução de custos: Sem sombra de dúvidas, o uso de equipamentos tecnológicos, como drones e sensores, pode substituir o trabalho manual em algumas tarefas, reduzindo os custos de mão de obra. Além disso, a tecnologia pode auxiliar na tomada de decisões estratégicas, como a escolha da melhor época para plantar ou colher, o que pode gerar economias significativas.
  3. Melhoria da qualidade dos produtos: A gestão integrada dos processos e informações do negócio podem ser utilizados para monitorar a qualidade dos produtos agrícolas ao longo de todo o processo de produção, garantindo a padronização e qualidade dos produtos.
  4. Aumento da competitividade: Saindo na frente da concorrência. Transformar as atividades diárias em processos profissionais, com gestão integrada e moderna, permite aumentar a produtividade e eficiência, tornando a propriedade rural mais competitiva no mercado. Além disso, a tecnologia pode ajudar a identificar novas oportunidades de negócio e aumentar a visibilidade da propriedade rural para o mercado.
  5. Sustentabilidade: A tecnologia pode ser utilizada para monitorar e reduzir o impacto ambiental da produção agrícola, como o uso excessivo de água ou a aplicação de defensivos. Além disso, a tecnologia pode auxiliar na implementação de práticas sustentáveis, como o plantio de culturas que melhoram a qualidade do solo ou a utilização de fontes de energia renováveis.
Uso de tecnologias e gestão integrada no agro, confira as tendências para 2023
A ajuda de um profissional é fundamental para o sucesso na implantação de tecnologias e estruturação da holding rural

Em resumo, a tecnologia tem o potencial de transformar o agronegócio em 2023, aumentando a eficiência e sustentabilidade das operações agrícolas através da conectividade, IoT, Edge Computing, Big Data e Analytics. A ampliação da cobertura 5G também será fundamental para garantir a implementação destas soluções em todo o país. Aliado a tudo isso, a profissionalização da propriedade, com a estruturação de uma holding rural, pode ser o grande diferencial para avançar mais rapidamente e conseguir gerir o seu negócio com menos esforço e mais lucratividade.

E se você quer saber mais sobre o tema ou precisa de ajuda de um especialista para implantação de tudo isso, preencha o formulário abaixo que entraremos em contato com você.

Por Vicente Delgado – AGRONEWS®

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo