NotíciasMercado Financeiro

Veja a retrospectiva do café ano 2022

Café arábica opera acima dos R$ 1 mil/SC no 1° semestre, já no 2° semestre recuou

Em 2022, o mercado cafeeiro nacional foi influenciado por incertezas relacionadas ao mercado externo e ao campo nacional. Dados do Cepea mostram que, no primeiro semestre, as cotações do café arábica estiveram acima dos R$ 1 mil por saca de 60 kg, influenciadas pela guerra entre a Rússia e a Ucrânia, que reforçou os entraves logísticos carregados desde o início da pandemia e elevou os preços dos insumos.

Vale ressaltar que os preços já estavam altos pela restrição de oferta, em especial no Brasil. Naquele período, investidores também se afastaram de commodities agrícolas, procurando outras mais rentáveis e com menor risco, contexto que influenciou os valores externos.

No campo, a seca e geadas ocorridas em 2021 trouxeram consequências para a produção de 2022/23 – a quebra de safra acabou sendo confirmada na maior parte das regiões produtoras, frustrando as expectativas iniciais de produção elevada, por conta da bienalidade positiva.

café

Dados da Conab divulgados em dezembro/22 mostraram que a produção da safra 2022/23 foi de 50,9 milhões de sacas de 60 kg, aumento de 6,7% em relação à anterior. Já no segundo semestre de 2022, o movimento de baixa nos preços do café arábica predominou.

Segundo pesquisadores do Cepea, a pressão veio da elevação dos juros e da inflação nos Estados Unidos e Europa, o que tende a diminuir a demanda, e do clima favorável nas lavouras brasileiras, que resultou em boas floradas e em consequente expectativa de produção maior para a próxima temporada.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Confira a tabela indicadora abaixo:

café

AGRONEWS® – Informação para quem produz

Artigos relacionados

Escreva um comentário

Botão Voltar ao topo