Após 45 anos, “Trem do Vuolo” chega a Cuiabá

Agora é oficial! Acontece hoje (20) em Cuiabá, a assinatura do contrato de adesão da Rumo, empresa homologada para a construção, implantação e exploração da primeira ferrovia estadual do Brasil, apelidada carinhosamente como “Trem do Vuolo“. Este contrato prevê a extensão dos trilhos de Rondonópolis a Cuiabá.

A assinatura ocorrerá em três atos distintos: em Cuiabá será às 9h30, no Centro de Eventos do Pantanal; em Nova Mutum, às 15h, no Centro de Eventos Casarin; e no município de Lucas do Rio Verde, às 18h, no Parque de Exposições Roberto Munaretto. Os três atos serão transmitidos ao vivo pelo Facebook do Governo de Mato Grosso. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, também estará presente na solenidade.

Conforme o governo do estado, a assinatura do contrato autoriza a empresa a iniciar a construção de 730 quilômetros de linha férrea, que vai interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, linhas que vão se conectar à malha ferroviária nacional em direção ao Porto de Santos (SP).

Mapa-Ferroviario-MT

Trem do Vuolo – 45 anos de luta

São 45 anos de luta e estamos entrando em um capítulo muito esperado nessa bela história de conquistas e realizações para ver a ferrovia chegar a Capital de Mato Grosso. O projeto, segundo a administração estadual, prevê investimentos de R$ 11,2 bilhões para a implantação da ferrovia estadual. A partir do início das obras, a Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados ficará responsável pela fiscalização do andamento.

Para o presidente do Fórum Pró-ferrovia e secretário de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Francisco Vuolo, cada etapa vencida nessa verdadeira odisseia representa avanços na realização de um sonho que começou ha 45 anos. “O Trem do Vuolo irá chegar a Cuiabá e junto com ele um mundo de esperança na transformação de nossa região em um cenário novo de fortalecimento econômico e prosperidade para nosso povo. Onde quer que você esteja, parabéns meu pai!“, se emociona Vuolo.

A Ferrovia Senador Vicente Vuolo, hoje com quatro terminais ferroviários em Mato Grosso, é o legado vivo e uma realidade concreta de quem sonhou, lutou e dedicou sua vida para ver Mato Grosso interligado pela ferrovia e a produção sendo escoada em vagões, com rapidez e segurança. Vicente Emílio Vuolo é um exemplo de obstinação.

Agora é importante preparar a cidade e toda nossa região para que as locomotivas transportem os vagões do desenvolvimento e os cidadãos sejam os maiores beneficiados, esclarece Francisco Vuolo. “Estudos realizados pela Rumo Logística indicam que mais de 230 mil empregos serão gerados durante os anos de construção da ferrovia”, diz o governo do Mato Grosso em nota.

A previsão é que o trecho entre Rondonópolis e Cuiabá estará concluído e em funcionamento em 2025, enquanto a operação no trecho Cuiabá a Lucas do Rio Verde deverá começar em 2028. Uma vez implantada, a Rumo fica autorizada a explorar a ferrovia pelo prazo de 45 anos, sendo que a infraestrutura ferroviária poderá ser compartilhada pela empresa com outra companhia de transporte ferroviário que venha a prestar serviços no Estado.

Por Vicente Delgado – AGRONEWS®

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.