CLIMATEMPO 25 a 31 de janeiro 2022, veja a previsão do tempo nesta semana

Confira o Boletim CLIMATEMPO 25 a 31 de janeiro 2022 e veja a previsão do tempo nas regiões produtoras do Brasil.

As instabilidades irão ganhar força sobre grande parte do país no decorrer dos próximos dias e a chuva vai aumentar principalmente sobre áreas do centro-sul do Brasil.

Os acumulados podem até ultrapassar os 100 mm de chuva sobre áreas da região Sudeste, Sul, Centro-Oeste, Norte e também sobre a região do MATOPIBA.

Na região Nordeste, a chuva vai acontecer de forma mais irregular, mas ainda tem condições para pancadas fortes sobre o estado do Maranhão, Piauí e também sobre o oeste da Bahia. Nessas regiões tem condições para grandes acumulados, que podem chegar aos 75 mm sobre áreas no sul do Maranhão e também do Piauí.

Na região sul do Brasil uma frente fria vai avançar no decorrer dos próximos dias e ainda tem condições para volumes de chuva elevados sobre o estado de Santa Catarina e também no Paraná, o que pode prejudicar áreas produtoras nestas regiões. Por outro lado no Rio Grande do Sul chuva vai acontecer de forma mais irregular e isso pode prejudicar áreas produtoras de soja.

Assista abaixo o Boletim CLIMATEMPO 25 a 31 de janeiro 2022

https://www.youtube.com/watch?v=ZDbSavGaIw4

Virada de mês será com muita chuva e queda de temperatura no Brasil

Após a atuação de uma intensa onda de calor sobre o centro-sul do Brasil, uma nova frente fria avança nos próximos dias e finalmente rompe o bloqueio atmosférico. A chuva vai aumentar em áreas do Sul, Sudeste e Centro-Oeste e, com a entrada do ar mais frio, as temperaturas vão diminuir bastante em relação aos últimos dias.

Mudanças no tempo

A frente fria começa avançar pela costa da Região Sul ao longo da quarta-feira (26) e este sistema tende a se deslocar para o oceano entre a quinta (27) e a sexta-feira (28). Porém, dois sistemas de baixa pressão atmosférica vão atuar no fim da semana fazendo as instabilidades crescerem sobre áreas da Região Sul, Centro-Oeste e Sudeste do Brasil. Além disso, no sábado, uma nova frente fria vai se formar e vai reforçar as instabilidades.

Com isso, a tendência é que o fim da semana seja marcado por chuva mais frequente e volumosa, e até com risco de temporais em áreas do centro-sul do Brasil.

A Climatempo alerta para chuva volumosa, com potencial para transtornos, principalmente entre os estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Rio De Janeiro e Minas Gerais. As capitais destes estados estão na rota dos temporais entre o fim de janeiro e começo de fevereiro.

Atenção com a chuva no litoral do Sul e do Sudeste. A virada de mês também será marcada por chuva mais volumosa e que pode acarretar em problemas.

Redução do calor

As temperaturas vão diminuir neste fim de janeiro. Ainda não há previsão de muito frio, mas comparando com os últimos dias há expectativa para uma queda expressiva. Regiões que alcançaram temperaturas próximas de 40ºC nos últimos dias devem registrar máximas perto dos 30ºC no fim desta semana, como é o caso do interior de São Paulo, sul de Mato Grosso do Sul e interior da Região Sul.

São Paulo segue quente e com chance de novo recorde nesta semana

Uma forte massa de ar quente influencia o estado e a presença de ventos quentes do quadrante norte favorecem o rápido aquecimento sobre o estado de São Paulo. As temperaturas ficam elevadas por todas as regiões ao longo dos próximos dias e as pancadas de chuva persistem, de forma isolada. Só no fim da semana que o calor tende a diminuir, por causa de uma nova frente fria.

A capital paulista teve um fim de semana muito quente e com recordes consecutivos de maior temperatura do verão, até o momento.

Recorde

Como vimo no boletim Climatempo, no sábado, 22 de janeiro, a capital paulista bateu recorde de maior temperatura do ano e do verão. A máxima foi de 33,7°C e igualou ao dia 19/01/2022. Porém, neste domingo, 23 de janeiro, a temperatura subiu ainda mais e chegou aos 33,8°C na estação automática do Mirante de Santana, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia. Com isso, a cidade de São Paulo bateu um novo recorde. Essa é a maior temperatura deste ano e desde o início de verão(que começou em 21 de dezembro de 2021).

A tendência para os próximos dias ainda é de bastante sol e com temperaturas elevadas. A sensação será de muito calor. As pancadas de chuva continuam concentradas entre a tarde e a noite, de forma isolada. Não se descarta o risco de chuva moderada a forte em alguns pontos, até com raios, mas sem volumes muito elevados.

Na segunda-feira(24) ainda não chove em áreas do Vale do Ribeira, região de Sorocaba e no litoral paulista, só na terça que volta a chover em alguns pontos destas regiões.

Aniversário de 468 anos da cidade

O aniversário da cidade será marcado por várias áreas de sol forte e muito calor em todo estado de São Paulo, inclusive na capital, onde a máxima fica próxima aos 34°C. Não se descarta um novo recorde de calor, em pleno aniversário de 468 anos.

Há possibilidade de algumas pancadas de chuva entre a tarde e a noite que até podem engrossar em alguns pontos, mas com curta duração e de forma muito pontual. Não há previsão para grandes alertas.

Quando o calorão vai diminuir?

Na sexta-feira, 28 de janeiro, uma nova frente fria avança pelo oceano, na altura de São Paulo, favorecendo o aumento da chuva no estado. A chuva já começa de manhã em muitas áreas e com alto risco de temporal no decorrer do dia, inclusive na capital.

O calor começa a diminuir na sexta e o fim de semana já tende a ser mais fresquinho. Não há previsão de frio, mas serão temperaturas bem mais amenas. O fim de semana ainda será com chuva em São Paulo e há potencial para grandes volumes acumulados.

Fonte: CLIMATEMPO

AGRONEWS® é informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.