Melhora na disponibilidade de animais de reposição de categorias mais jovens

Desde o início do ano o bezerro desmamado ([email protected]) caiu 0,2%. Já o garrote (9,[email protected]) e o boi magro ([email protected]) subiram 1,0% e 1,4%

As cotações das categorias jovens estão mais frouxas. A resistência às cotações vigentes e a melhora na disponibilidade de animais colabora para esse cenário.

Nos principais estados confinadores, Mato Grosso, Goiás e São Paulo, o boi magro está cotado em R$1.840,00, R$1.930,00 e R$2.020,00 por cabeça, respectivamente. Em Mato Grosso e São Paulo os preços estão 2,2% e 0,5% maiores quando comparados ao início do ano, e em Goiás os preços estão estáveis.

Diante das altas no custo da dieta (confinamento), fica a expectativa quanto aos preços no mercado de reposição, outro fator importante na tomada de decisão do confinador.

Em curto prazo, não são esperadas alterações significativas de preço, em função do equilíbrio entre oferta e demanda para as categorias mais eradas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *