Preço médio da gasolina, fecha a R$ 5,30, diz Ticket Log

Gasolina volta a subir nas bombas de abastecimento e preço médio fecha a R$ 5,30 no início do mês de novembro, diz Ticket Log

Após quatro meses de quedas consecutivas, todas as regiões registram aumento no preço do litro da gasolina. O último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL) apontou que o preço médio do litro da gasolina aumentou 1,19%, em relação a outubro, nas primeiras semanas de novembro e fechou o período a R$ 5,30. O etanol seguiu a mesma tendência de alta e fechou a R$ 4,25, com acréscimo de 0,98%.

“Após quatro meses de quedas consecutivas em todo o País, o preço do litro da gasolina e do etanol apresentou nova alta em todas as regiões, conforme o último levantamento da Ticket Log. Vale ressaltar que, no fechamento de outubro, o preço médio dos combustíveis ainda apresentava baixa, porém já desacelerada, se comparado a meses anteriores”, comenta Douglas Pina, Diretor-Geral de Mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

As regiões mais impactadas pelos acréscimos no preço da gasolina foram o Centro-Oeste e o Sul, onde os aumentos chegaram a 2,79% e 2,73%, respectivamente. Já o preço médio mais alto para o combustível foi registrado no Norte, a R$ 5,46, com acréscimo de 0,39%. Apesar de registrar o segundo aumento mais expressivo do país, a gasolina no Sul apresentou o menor preço médio entre as demais regiões, de R$ 5,08.

gasolina

Ainda sobre o recorte regional, o etanol ficou 5,50% mais caro no Centro-Oeste, aumentou 4,14% no Sudeste e 2,86% no Sul. Apenas o Norte e o Nordeste registraram recuo do valor do combustível, de 2,16% e 0,45%, respectivamente. Ainda assim, o etanol no Centro-Oeste fechou a R$ 3,90, a média mais baixa entre as regiões; e o Norte registrou o litro mais caro para o combustível, a R$ 4,58.

Entre os Estados e o Distrito Federal, os postos brasilienses tiveram o maior aumento no preço médio da gasolina, de 5,03%, que passou de R$ 5,12 para R$ 5,38. A média mais alta foi registrada em Roraima, a R$ 5,88. Quanto aos menores preços, São Paulo apresentou a média mais baixa para a gasolina, de R$ 5,00, e apenas o Amazonas, Rondônia, Pernambuco e Roraima registraram recuos no valor do combustível, de 1,13%, 0,65%, 0,46% e 0,41%, respectivamente.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Para o etanol, o aumento mais expressivo foi registrado nos postos de abastecimento de Goiás (8,05%), que passou de R$ 3,48 para R$ 3,76. Assim como para a gasolina, a média mais alta também foi encontrada em Roraima, a R$ 5,34 e a mais baixa em Pernambuco, a R$ 3,51. A maior redução para o etanol, no comparativo com outubro foi registrada em Rondônia (6,58%), onde o combustível passou de R$ 4,76 para R$ 4,45.

“Na análise do combustível mais vantajoso para abastecimento, São Paulo agora passa a ter a gasolina como opção mais econômica. O resultado não mudou em relação a outubro para os Estados da Bahia, Goiás, Mato Grosso e Paraíba, que novamente tiveram o etanol como mais econômico. Por ser um combustível produzido a partir da cana-de-açúcar ou milho, o etanol é capaz de reduzir consideravelmente as emissões de gases responsáveis pelas mudanças climáticas. E ainda que a gasolina apresente a combinação custo e benefício por quilômetro rodado, é o etanol que ainda é o combustível ecologicamente mais viável para abastecimento”, finaliza Pina.

Confira esta notícia do mercado financeiro: Após três meses de quedas consecutivas, preço médio do diesel sobe 0,99% e fica mais caro em todo o país, analisa Ticket Log clique aqui.

Veja também esta notícia do mercado financeiro de combustíveis: Distribuidora de combustíveis se consolida na região centro-oeste do Brasil, clique aqui.

Por Ticket Log

AGRONEWS® é informação para quem produz

Siga o Agronews® nas redes sociais

Facebook AgronewsInstagram AgronewsTelegram AgronewsYoutube AgronewsWhatsapp Agronews

One thought on “Preço médio da gasolina, fecha a R$ 5,30, diz Ticket Log

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *