fbpx
conecte-se conosco

Curiosidades

Snyder Agro: Revelada nova identidade secreta do Superman

Publicado

em

snyder agro - superman

Snyder Agro é o apelido carinhoso que nós demos a nova identidade assumida pelo Superman nesta refilmagem de Liga da Justiça. Mas você deve estar se perguntando, porque um site de agronegócios quer falar sobre filmes de super heróis? Então continue lendo a matéria até o final que nós vamos esclarecer todos os detalhes.

Ressurgindo das cinzas

Com o sucesso do lançamento de Liga da Justiça de Zack Snyder (também conhecido como Zack Snyder’s Justice League, e frequentemente chamado de Snyder Cut), o diretor Zack Snyder admitiu que tinha grandes planos para o Superman. Em entrevista dada ao Screen Rant, o diretor de cinema disse que sua ideia era a de fazer pelo menos cinco filmes com o “Homem de Aço”, mas uma tragédia familiar (Em maio de 2017, Snyder deixou a pós-produção após o suicídio de sua filha), aliada ao fracasso do primeiro lançamento de ‘Liga da Justiça’, fizeram com que a Warner Bros. desistisse do universo expandido de personagens da DC Comics – incluindo a continuidade do Superman com ela.

Ele [Superman] completou o seu aprendizado sobre a humanidade, e agora tem o seu ‘mestrado‘”, disse Snyder. “Para mim, é isso que deveríamos abordar. Eu acho que, no fim de tudo, quando você o vê, o que eu pensaria — e francamente, não há filme o suficiente para isso, eu sei que isso soa louco neste contexto — para explorar. Mas esse sempre foi o plano que seguiríamos. No final, teríamos mais uns dois filmes, com o último sendo um verdadeiro filme do Superman em várias formas”. Avalia o diretor.

Pelo que começamos a perceber na fala do diretor Zack Snyder, existem muito mais mistérios à serem contados sobre a vida do Super Herói, dentre elas, a sua ligação direta com o mundo agro. (começou a fazer sentido esta matéria ser publicada aqui?)

A história do Superman

Para entender melhor a sua ligação com o campo é importante relembrarmos alguns pontos históricos sobre a vida do personagem, então vamos lá!

No planeta Krypton, usando provas fornecidas pelo cientista Jor-El, o Conselho condena tentativas de insurreição do General Zod, Ursa e Non à Zona Fantasma. Por isso, Zod jura vingança sobre Jor-El e sua família. Jor-El, apesar de sua eminência, é incapaz de convencer o Conselho de que Krypton em breve será destruído quando seu sol vermelho entrar em supernova. Para salvar seu filho, Kal-El, Jor-El lança uma nave espacial que o contém para a Terra, um planeta com uma atmosfera adequada onde a estrutura molecular densa de Kal-El lhe dará poderes sobre-humanos. Pouco depois do lançamento, o sol de Krypton explode, destruindo o planeta.

A Nave pousa nas terras da pequena e pacata Smallville, no Kansas(USA). Kal-El, que agora tem três anos de idade, é encontrado por Jonathan e Martha Kent, produtores rurais (novamente a ligação com o campo), que ficam surpresos quando ele é capaz de levantar seu caminhão. Eles levam-no para a sua fazenda o criam como seu próprio filho, nomeando-o Clark, o nome de solteira de Martha.

Até aqui você deve estar curioso para entender o título da matéria, mas afinal que nova identidade secreta é essa? continue lendo para entender.

ova identidade secreta de Superman

Segundo a narrativa do cenário cinematográfico, Smallville é uma cidade rural no condado de Lowell, Kansas, EUA, fundada por Ezra Small. Clark Kent, antes de se tornar o Superman, viveu na cidade desde que foi adotado por seus pais, Jonathan e Martha Kent. Smallville está localizada a uma curta distância de Metropolis, 425 milhas de Hub City e perto também de Grandville. Sua população é de cerca de 45.000 habitantes, porém, após a chuva de meteoros que trouxe Clark Kent em uma nave espacial, a população da cidade passou para 45.001. O jornal local da cidade é o Smallville Ledger e a estação rádio local chama-se KROC. Existe também uma fábrica de fertilizantes pertencentes a LuthorCorp, conhecida como LuthorCorp Fertilizer Plant Number Three (mais uma referência ao setor rural).

Smallville foi descrita como sendo parte do Kansas pela primeira vez no filme Superman de 1978.

Ligação com o mundo real

Como vimos anteriormente, Smallville esta situada no Kansas, ou, na sua forma em português, “Cansas”, que é na vida real um dos 50 estados dos Estados Unidos (USA), localizado na região centro-oeste do país. O Kansas é um dos líderes nacionais da indústria agropecuária. O estado é o maior produtor de trigo do país. Isto lhe rendeu os títulos de Wheat State (Estado-trigo) e Breadbasket of America (Cesta de pães dos Estados Unidos). Além disso, o Kansas possui um dos maiores rebanhos de gado bovino do país. A agropecuária foi durante muito da história do Kansas sua principal fonte de renda. Dodge City (Kansas) é considerada por muitos como a “capital mundial dos cowboys“. Kansas também possui uma forte indústria de mineração, sendo um líder nacional na produção de petróleo e gás natural. Atualmente, as principais fontes de renda do estado são o comércio e a manufatura.

Pelo enredo e pelas ligações com o mundo real, podemos perceber que o personagem, Superman, é um autêntico representante do setor rural, até mesmo pelos ensinamentos(deixados pelo Pai) que carrega consigo até hoje.

A primeira identidade secreta do Superman

Aqui é que a coisa começar a fazer ainda mais sentido. Seja no campo ou em uma mesa de redação, não basta ser apenas mais um, tem que ter super poderes para exercer estas funções(kkk). Mas como você deve saber, conforme o Super Herói foi crescendo, ele descobriu que tinha habilidades diferentes dos humanos, mostrando sua força e poderes desde pequeno. Na fase adulta, após abandonar o campo, Superman quando não está com o tradicional uniforme azul e capa vermelha, ele vive como o pacato Clark Kent, um repórter profissional (jornalista) no Planeta Diário, junto com Lois Lane, Jimmy Olsen e seu chefe Perry White. Senhor White, como ele gosta de ser chamado, foi de grande ajuda para que Clark Kent ganhasse o emprego no jornal. Rígido e decidido, o jornalista sempre busca a perfeição pela sua equipe de edição. A identidade do Superman é mantida em segredo por Lois Lane, a sua namorada na ficção. Ele usa uma cabine telefônica para tirar o disfarce e sair em suas missões de resgate.

Neste exato momento você deve estar pensando, tá mas afinal, esta identidade secreta (jornalista) nós já conhecemos e a nova identidade? Então continue lendo que eu vou responder, mas antes quero pense um pouco e veja os easter eggs no filme de Zack Snyder.

Liga da Justiça, e o último focaria em Clark Kent

O diretor Zack Snyder acredita que as quatro horas da sua versão de Liga da Justiça não bastam para dar conta do que ele tinha planejado para o Superman no DCEU. Em entrevista ao Screen Rant, ele disse, “Honestamente, não há filme suficiente. Sei que parece loucura dizer isso neste contexto. Mas esse sempre foi o plano para o futuro. No final, se tivéssemos mais dois filmes, o último seria realmente sobre o Superman em muitos sentidos.

Embora não tenha dado detalhes sobre seus planos nesta entrevista, à Esquire Snyder abriu o jogo. Segundo o diretor, durante a batalha entre Darkseid e os heróis da Terra, assistiríamos o sacrifício do Batman e a ascensão do Superman. “Ele seria o chefe da Liga da Justiça e do exército dos homens, e poderia ir desse modo ‘berserker’ para um mais benevolente.”, explica o diretor. Essa benevolência é atribuída aos ensinamentos do seu pai Jonathan Kent e a vida pacata que ele teve no campo como produtor rural.

snyder agro - superman
Jonathan Kent (Kevin Costner) Cena do filme “Men of Steel”

Há mais do ser humano em Clark do que ele mesmo imagina. Seu amor pela raça que o acolheu é também uma de suas fragilidades. Dor é uma condição que o acompanha. Dor provocada pela solidão. Dor que vem do medo de não ser aceito pelos outros. Dor por não poder ser quem realmente é. “Jonathan Kent é a única figura paterna da vida de Clark Kent, é aquele que o ajudou a entender sua missão no mundo como Super-Homem“, disse Snyder em comunicado. Segundo o diretor o próprio ator escolhido para interpretar o pai adotivo de Clark representa muito bem o homem do campo. “Kevin Costner tem a capacidade de mostrar a força interna desse americano do interior que criou o maior super-herói de todos os tempos.“, afirma Snyder.

Na versão estendida de Zack Snyder, vemos que o Superman fica ausente na maior parte do filme, com a sua presença sendo apenas mencionada por outros personagens. Quando ele de fato aparece, ele tem essa percepção mítica de que ainda precisa habituar-se a usar seus poderes em prol da humanidade, agindo como uma pessoa humana. Ao ressuscitar no filme, Superman não está consciente de si e ataca os companheiros de justiça, por não entender o seu retorno à terra. Mas quando volta à fazenda, ele “desperta” de vez quando relembra que tinha pedido Lois em casamento, e ambos caminham nos arredores da fazenda e falam sobre a responsabilidade de herói do Superman. O Homem de Aço acaricia as folhas no milharal, remetendo as suas lembranças de infância e os ensinamentos do pai agricultor. Tudo isso traz o simbolismo de sua ligação direta com vida no campo.

É neste exato momento que ele se dá conta de quem realmente é, recobra a sua consciência humana e vai ajudar os amigos justiceiros contra o vilão do filme.

Snyder Agro: a nova identidade secreta do Superman

Finalmente estamos chegando ao final desta matéria e você já deve saber pra onde caminha a conclusão desta análise e qual é a nova identidade secreta do Superman. Então vamos dar os detalhes finais e o futuro do personagem nas telonas.

Zack Snyder
Zack Snyder

Pelo plano de cinco filmes de Zack Snyder, dá para entender o motivo do diretor acreditar que a versão estendida de ‘Liga da Justiça’ (com 4 horas de duração) seria pequena demais para o Superman. Atualmente, porém, não parece que a Warner Bros. vai levar isso tudo à realidade. Os fãs certamente querem, mas nem o próprio diretor tem muita fé de que isso vá acontecer. Mas começam a aparecer novas pistas sobre a identidade secreta e real do Homem de Aço.

Superman está de volta à TV, em Superman & Lois, o mais recente na série de sucesso da CW baseado em personagens da DC Comics (alternadamente conhecido como o Arrowverse, para a primeira série da sequência, ou o Berlantiverse, para o produtor e mestre Greg Berlanti). O episódio piloto foi ao ar em fevereiro deste ano, e é muito bem produzido, com um tom distinto e uma forte sensibilidade visual que o diferencia de seus antecessores. Em vez de uma história de origem como em Smallville ou sobre os primeiros dias dos dois como colegas jornalistas (Lois & Clark: As Novas Aventuras do Super-Homem), Superman & Lois conta a história deste destes personagens após mais de uma década de casamento, com dois filhos adolescentes, Jonathan (Jordan Elsass) e Jordan (Alex Garfin). Ainda mais intrigante, ele os retrata lutando com os problemas comuns em sua vida na pequena cidade do Kansas.

Estes são pequenos desdobramentos da principal dificuldade levantada na série, onde o próprio vilarejo no Kansas em 2021, com a cultura pop, em geral, tem trabalhado duro para ignorar a vida simplista de Superman & Lois. O enredo se encarrega claramente de centrar-se nas correntes econômicas que transformaram o coração americano no século XXI, mas sem reconhecer as correntes políticas e sociais que a acompanharam e, até certo ponto, causou essa transformação. Em uma das cenas centrais do piloto, o chefe dos bombeiros de Smallville diz a Lois que a razão pela qual a indústria do jornalismo está lutando, é por que repórteres como ela se tornaram “muito políticos”, e desprezam pessoas rurais como ele (parece muito com a nossa realidade).

Para ser justo, este não é um problema novo no que diz respeito ao Super-Homem. O personagem é, afinal, o próprio emblema do centrismo de meados do século. Ele é poderoso o suficiente para dominar o mundo, mas a essência de sua bondade é que ele escolhe não fazer isso, e sim respeitar a lei, democracia e governo eleito. Mais importante, e um componente essencial na história do Super-Homem é que as pessoas são, em geral, boas; capazes de serem inspiradas pelo Super-Homem para maior compaixão, generosidade e amor incondicional.

No trecho do filme acima, Superman II – a aventura continua, de 1983, podemos ver a contextualização do personagem na zona rural do Kansas, onde ele mais uma vez se desfaz do disfarce jornalístico para assumir a forma do Homem de Aço e salvar um menino que estava prestes a ser atropelado por uma colheitadeira. Símbolos colocados propositalmente no filme para salientar o potencial produtivo Americano e as origens do Superman.

Concluindo, o futuro do Superman nas telonas vai revelar a sua nova identidade secreta de Produtor Rural, e não mais como um repórter do Planeta Diário, com super poderes infinitos e senso de humanidade mais presente que a dos próprios seres humanos. Nada diferente da vida de um produtor rural de verdade, que possui força, determinação e capacidades além dos limites, que busca incansavelmente as melhores práticas para usar o seu conhecimento em favor de toda humanidade, produzindo alimentos e gerando emprego e renda.

Esta matéria é uma pequeno e singelo reconhecimento aos grandes homens da terra. E serve para lembrar à todos nós que os super heróis que vemos e idolatramos nos filmes, nada mais são que representações de heróis da vida real, como o grande Produtor Rural. Parabéns ao trabalho em prol da humanidade!

Se você ainda tem dúvidas sobre este grande herói e quer conhecer mais sobre o Universo Agro, então navegue aqui neste portal e veja quanta coisa acontece no dia-a-dia de um Produtor Rural. Fica a dica!

Por Vicente Delgado – AGRONEWS BRASIL

Publicidade
Clique para comentar

Comente esta matéria

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias

Receita de Cupim na Panela de Pressão

Publicado

em

snyder agro,identidade secreta do superman,superman,snyder cut

A receita de cupim na panela de pressão é um prato que fica bem em qualquer ocasião, além de combinar com qualquer acompanhamento o cupim na panela de pressão é um prato bem rápido de fazer e também muito econômico

Se você não tem muita destreza na cozinha ou não é tão bom com as panelas, você poderá fazer o cupim na panela de pressão sem ter muito trabalho por que o passo a passo é super simples e você pode servir até mesmo com um arroz branco ou se quiser dar um toque um pouquinho mais sofisticado você pode fazer o cupim na pressão e servir com um delicioso cuscuz marroquino.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

Outra dica muito legal é você fazer o cupim de panela de pressão e servir com aquelas batatinhas assada, também combina perfeitamente. Eu fiz o cupim de panela de pressão e servi na minha ceia de réveillon, como eu estava apenas com meus pais e nós iriamos sair depois do jantar, resolvi fazer uma comidinha simples mas que fosse sofisticada para entrar o ano com o pé direito. O cupim feito na panela de pressão fica super macio e independente de como você preferir servir, vai ficar gostoso.

Ingredientes

  • 1 peça de cupim de aproximadamente 2 kg
  • 3 colheres (sopa) de cebola picadinha
  • 1 colher (sopa) de óleo
  • 2 colheres (sopa) de alho picado
  • Sal a gosto (recomendo 1 colher de sobremesa)
  • 3 cubos de caldo de carne
  • Pimenta do reino a gosto
  • 3 colheres (sopa) de molho inglês

Modo de Preparo

  • Antes de começar a preparar o cupim na pressão você deve lavar bem a peça em seguida fazer alguns furinhos com a ajuda de uma faca.
  • Coloque na panela de pressão o óleo, a cebola picada e o alho.
  • Deixe dar uma leve fritada.
  • Em seguida coloque 2 copos de água e adicione o caldo de carne, mexa para dissolver.
  • Coloque a peça de cupim inteira na panela e deixe por 1 minuto, vire a peça.
  • Depois a coloque água até cobrir a carne, cerca de mais ou menos 4 dedos acima do cupim.
  • Tampe a panela e deixe por 1 hora e 50 minutos, para ela ficar bem macia.
  • Passado esse tempo, retire a peça de cupim e a coloque em um refratário untado com óleo.
  • Salpique pimenta pimenta-do-reino por cima e regue com molho inglês.
  • Leve ao forno, pré-aquecido, por 30 minutos.

Por Pedro Cavalcanti/ Comidinhas do Chef

AGRONEWS – Informação para quem produz

Continue lendo

Notícias

Vejamos a seguir algumas curiosidades da soja

Publicado

em

preço da soja hoje

A origem chinesa, o presente dos deuses, a chegada ao Brasil, as mil utilizações, o mercado e muitas outras curiosidades

Responda rápido: qual planta é utilizada tanto como alimento humano e animal, quanto na produção de itens tão diferentes quanto combustíveis, cosméticos, medicamentos, adesivos, adubos, produtos veterinários, tintas e plásticos, entre vários outros? Você acertou se pensou em soja!

Essa leguminosa originária da Manchúria, no nordeste da China, pode até não ser muito apreciada quando é apenas cozida, mas possui características surpreendentes e se tornou, com ampla vantagem, o principal produto de exportação do Brasil, que está prestes a se tornar, também, o maior produtor mundial.

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

A soja tem uma longa história, que se iniciou há quase 5 mil anos, entre 2880 e 2830 antes de Cristo, de acordo com referências divulgadas pela Embrapa Soja, e em sua origem era tida pelos antigos chineses como um grão sagrado, assim como o arroz, o trigo e a cevada. Um dos primeiros registros da soja está no livro Pen Ts’ao Kong Um, que descreveu as plantas da China para o imperador Sheng-Nung. Contudo, apesar de tão antiga, a pequena planta rasteira ficou restrita à Ásia até o período compreendido entre o final do século 15 e o começo do século 16, quando foi levada para a Europa e plantada apenas em jardins botânicos, como curiosidade.

Demorou muito tempo para que os ocidentais descobrissem as inúmeras possibilidades dessa leguminosa da família Fabaceae, “parente” do feijão, da lentilha e da ervilha. Foi só no início do século 20 que surgiram os primeiros cultivos em maior escala na Europa e nas Américas, mas a partir daí a soja encontrou o ambiente perfeito para se tornar uma das mais valiosas commodities mundiais e a principal cultura do Brasil. A seguir, conheça um pouco mais dessa longa e rica história:

Jóia dos deuses

Uma lenda chinesa diz que a soja nasceu espontaneamente no país, como um presente do deus da agricultura, Hou-tsi, que se compadeceu com a miséria da população em um período de muita fome. Desde então, a planta passou a ser vista como um grão divino e chamada de “jóia amarela”, por causa do seu potencial nutritivo e medicinal.

Tofu, shoyu e missô

A origem chinesa é um dos motivos pelos quais a soja se tornou tão presente na culinária dos países asiáticos, nas mais diferentes formas. Com a popularização da comida japonesa, não há quem desconheça o molho shoyu que tempera o sashimi, a potente pasta de missô e o tofu, todos derivados de soja. Acredita-se que a soja tenha sido levada da China para o Japão por monges budistas e, de lá, espalhou-se por todo o Oriente. Graças às suas propriedades nutricionais, a leguminosa foi incorporada pela macrobiótica.

A chegada ao Brasil

José Marcos Gontijo Mandarino, pesquisador da Embrapa Soja, explica que a primeira tentativa de cultivo de soja no Brasil ocorreu em 1882, na Bahia, mas a espécie plantada não se adaptou ao clima. Nove anos depois, surgiram pequenas plantações na região de Campinas, no interior de São Paulo, com resultados melhores, e em 1928 a cultura chegou a Santa Rosa, no Rio Grande do Sul, já em escala comercial. Segundo Mandarino, as sementes mais específicas para consumo humano foram trazidas pelos primeiros imigrantes japoneses, em 1908.

A tropicalização

Por muitos anos a soja recebeu pouca atenção dos agricultores brasileiros, que preferiam cultivar culturas mais conhecidas, como café, cana-de-açúcar, arroz, feijão e milho, além de frutas e verduras. Foi somente a partir da década de 1970 que se percebeu o valor comercial da soja, impulsionado pelos programas de melhoramento genético. Em diferentes centros de pesquisas, como o Instituto de Pesquisa Agropecuária do Sul (Ipeas), foram feitos cruzamentos de cultivares trazidos de outros países. Destaca-se especialmente o importante papel da Embrapa e, posteriormente, da Embrapa Soja, que levou essas pesquisas a outro patamar, ao investir em tecnologias para a adaptação da cultura às condições brasileiras e permitir que a leguminosa pudesse ser plantada em baixas latitudes. Basta dizer que a Embrapa já desenvolveu mais de 280 cultivares de soja, um dos motivos pelos quais o Brasil produz, atualmente, mais de um terço de toda a soja do mundo.

Pioneirismo na biotecnologia

Quando se fala hoje em melhoramento genético, logo se imagina que se trata de algo muito moderno, proporcionado pelos avanços recentes da biotecnologia. Na realidade, é possível dizer que a soja passou por processos transgênicos desde a sua origem na China, quando agricultores cruzaram plantas diferentes para chegar ao grão que conhecemos atualmente. No Brasil, a soja também foi o alimento transgênico pioneiro, quando uma espécie resistente a um tipo de herbicida foi aprovada para cultivo em 1998.

Carne vegetal

O alto teor de proteína da soja a tornou o suplemento preferencial para a alimentação animal em todo o mundo, e isso explica por que há tanta demanda. O farelo de soja tem teor proteico de 44% a 48%, quando o grão é descascado antes da extração do óleo, o que é perfeito para a fabricação de ração para bois, porcos, frangos e peixes. Isso significa que, embora apenas 6% da soja seja destinada à alimentação humana, a leguminosa nos nutre indiretamente, por estar presente praticamente toda a carne que consumimos.

Mil e uma utilidades

Porém, mesmo deixando de lado seu papel essencial na nutrição de quase todos os animais que fornecem as carnes que chegam à nossa mesa, a soja é também um fenômeno em variedade de uso. Além do shoyu, do tofu e do missô que conhecemos, a soja pode ser consumida na forma de óleo, farinha e em vários alimentos industrializados como pães, biscoitos e massas. Mas é na indústria que a soja é realmente utilizada em larga escala, em aplicações surpreendentes como tinta de caneta, xampus, sabonetes, esmaltes de unha e outros cosméticos. Também está presente na fabricação de combustíveis, como o biodiesel, e em produtos farmacêuticos, plásticos, tintas, adubos, adesivos, giz de cera, velas aromáticas, revestimentos e muito mais de uma relação quase interminável.

O processo industrial

Quase todos os derivados da soja são produzidos a partir de um processo básico de industrialização que produz, principalmente, o farelo e o óleo. O farelo é utilizado sobretudo na alimentação animal, como ingrediente de vários tipos de ração, e resulta da torrefação e moagem de uma pasta chamada torta de soja, obtida depois da extração do óleo do grão. Até mesmo a casca da soja é aproveitada como forragem grossa e fonte de fibra utilizada em cereais matinais e outros produtos.

O mercado

Como uma commodity, a soja é negociada em bolsas de valores ao redor do mundo, com destaque para a Bolsa de Mercadorias de Chicago, nos Estados Unidos, uma referência dos preços internacionais do momento e do mercado futuro. Nessas bolsas, os países que precisam comprar ou vender soja negociam com base em preços que variam de acordo com a oferta e a demanda. No mercado futuro, os compradores e vendedores assinam contratos com valores pré-estabelecidos para a data da entrega da soja. É um setor econômicos forte e dinâmico, que movimenta em torno de 100 bilhões de dólares anuais e depende das safras dos principais países produtores, do clima e, principalmente, da necessidade dos compradores.

O maior consumidor

A China é o maior mercado consumidor mundial de soja, com seus quase 1,4 bilhão de habitantes e a longa tradição de utilização dessa leguminosa na culinária e na medicina. Dos 68 milhões de toneladas do produto que o Brasil exportou no ano passado, nada menos do que 54 milhões de toneladas foram vendidos aos chineses – ou seja, 80% do total, o que representou uma receita em torno de 25 bilhões de dólares. Grande parte dessa soja se destina à produção de ração animal, mas também é importante a parcela utilizada para a alimentação humana, já que se estima que quase 300 milhões de chineses que vivem no campo migrarão para as grandes cidades até 2030, o que aumentará bastante o consumo.

Por Bayer Jovens

AGRONEWS – Informação para quem produz

Leia também: https://agronewsbrasil.com.br/vamos-conhecer-um-dos-gatos-mais-pequenos-do-mundo/

Continue lendo

Curiosidades

Você sabe o que é caviar, de onde vem e por que é tão caro?

Publicado

em

caviar

Que caviar é uma comida requintada todos devem saber, mas o porquê de todo esse requinte, poucos sabem. Nem mesmo Zeca Pagodinho no alto da sua sabedoria pagodeira, conseguiu explicar esta iguaria da realeza, mas neste artigo vamos tentar esclarecer os principais aspectos e mostrar, em vídeo, como é feita a extração do caviar, acompanhe!

“Você sabe o que é caviar?
Nunca vi, nem comi, eu só ouço falar
Você sabe o que é caviar? Nunca vi, nem comi, eu só ouço falar…”
(Trecho da música “Caviar” de Zeca Pagodinho)

Mas afinal o que é caviar? saiba tudo sobre essa iguaria

O caviar é um alimento, considerado uma iguaria de luxo, consistindo em ovas de esturjão não-fertilizadas, sem qualquer tipo de aditivo, corante. As ovas podem ser “frescas” (não-pasteurizadas) ou pasteurizadas, tendo estas um menor valor monetário.

Tradicionalmente a designação “caviar” é apenas utilizada para as ovas provenientes das espécies selvagens de esturjão, principalmente as do Mar Cáspio e seus afluentes, de acordo com regra da Rússia ou do Irã (caviar Beluga, Ossetra e Sevruga). Estas ovas, consoante a sua qualidade (sabor, tamanho, consistência e cor), atingem preços entre 6.000€ e 12.000€ o quilo, no mercado europeu ocidental, estando associadas a ambientes gourmet e de alta cozinha (haute cuisine).

Siga-nos: Facebook | Instagram | Youtube

A designação “caviar” pode igualmente ser utilizada para ovas de outras espécies de esturjão selvagem ou para ovas de esturjões criados em aquacultura (das espécies do Cáspio ou outras).

snyder agro,identidade secreta do superman,superman,snyder cut
Você sabe o que é caviar, de onde vem e por que é tão caro? 1

Hoje, dependendo dos países e das legislações nacionais específicas, a designação “caviar” pode ainda ser utilizada para uma série variada de produtos de baixo preço substitutos ou sucedâneos de caviar, como as ovas de salmão, de truta, de lumpo, etc. Contudo, segundo a FAO, ovas de qualquer espécie que não acipenseriformes (incluindo estes os acipenseridae, ou esturjões stricto sensu, e os polyodontidae, ou peixes-espátula), não são caviar, mas sim “substitutos de caviar”.

https://agronews.tv.br/voce-sabe-porque-os-ovos-tem-cores-diferentes/

snyder agro,identidade secreta do superman,superman,snyder cut

Esta posição é igualmente adoptada pela CITES, pelo WWF, pelos serviços aduaneiros dos Estados Unidos e pelo Estado francês. Igualmente a legislação europeia aplicável em Portugal define caviar como “Ovos não fecundados mortos transformados de todas as espécies de Acipenseriformes; igualmente designados por ovas“.

Porque é tão caro?

Primeiramente, o caviar faz tanto sucesso assim por conta de seu preço que é exorbitante. No entanto, por ser tão caro, apenas pessoas com um custo de vida maior conseguem consumir esse tipo de alimento com frequência. Ou seja, uma pequena parte da população. Basicamente, se você for olhar como é o caviar você verá que são bolinhas gosmentas. Porém, a verdade é que o caviar são ovas não-fertilizadas de peixes selvagens.

Se você é a parcela de pessoas que ainda está sem entender do porquê esse tipo de alimento faz tanto sucesso, vem com a gente que iremos explicar todos os detalhes, procedimentos, culinária e ainda, o preço desse alimento tão “famosinho”.

Como já dizemos o caviar são ovas que ainda não foram fertilizadas de peixes selvagens. Em específico, o peixe mais conhecido, é o esturjão, os quais são encontrados no Mar Cáspio. O esturjão depois do tubarão baleia é o maior peixe de água salgada do mundo.

snyder agro,identidade secreta do superman,superman,snyder cut

No entanto, antigamente o caviar só “prestava” se fosse do peixe esturjão, porém ele começou a se tornar difícil de se encontrar, por isso a regra foi mudada, ou seja, hoje em dia o caviar pode ser extraído de outros peixes selvagens. Como por exemplo, o salmão, truta, lumpo e a tainha. Enfim, o caviar são bolinhas pretas, rosas ou outra cor. Essas bolinhas possuem um intenso sabor de peixe e são consideradas no mundo todo como um alimento requintado.

O caviar é encontrado principalmente em canapés sofisticados, os quais aparecem mais em festas de milionários. Esse tipo de alimento não possui nenhum aditivo, corante ou conservante. Além de, as ovas podendo ser distintas entre frescas ou seja, não-pasteurizadas ou também pasteurizadas, as quais se tornam mais baratas.

Esturjão, um peixe em extinção?

Como é de costume, quando um alimento se populariza, mesmo sendo para um grupo pequeno de pessoas, as pescas e a comercialização aumentam. E esse aumento desenfreado gera a diminuição de algumas espécies de seres vivos, como por exemplo, o esturjão.

No caso, o esturjão está começando a ser considerado extinto, justamente pela produção e comercialização do caviar, a qual provoca uma pesca excessiva dessa espécie.

Conheça mais da raça American Bully “Valentão Americano”

Além disso, de acordo com a conclusão da comissão de aconselhamento científico da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas (CITES) das Nações Unidas, o comércios dessas ovas estão sendo insustentáveis.

A preocupação ainda aumenta, pois esses peixes se reproduzem com pouca frequência e bem tarde. Basicamente, um esturjão pode demorar entre seis a 25 anos para atingir a maturidade sexual. Ainda que as fêmeas em sua grande maioria desse peixe se reproduzem apenas a cada três ou quatro anos.

Com base nesses estudos, algumas entidades ambientalistas já alertaram sobre o perigo da extinção dessa espécie. E ainda afirmaram que se continuar com tamanha pesca excessiva e muitas das vezes clandestina, correrá o risco de não existir mais essa espécie. No entanto, por esse motivo, o caviar continua cada vez mais caro no mercado.

Como é feita a extração das ovas?

Levando-se em conta, a pesca desenfreada, e a quase extinção do esturjão. Já se pode imaginar, que a extração das ovas também não será uma coisa “bonita” de se falar, nem de ser ver.

Primeiramente, as ovas são retiradas da fêmea ainda viva, pois as ovas ainda não foram fertilizados. Até porque se ela estiver morta, ela libera toxinas nefastas nas ovas, o que ficaria impróprio para o consumo. No entanto, após tirar as ovas da fêmea viva, eles são peneiradas, lavadas e escorridas, triadas, conforme a consistência, tamanho e cor.

Depois são salgadas em um tempo máximo de 15 minutos após extração. Em seguida são levemente secas e acondicionadas em latas hermeticamente fechadas, onde pode ocorrer processos de maturação, elas não podem ser pasteurizadas. Por fim, a fêmea é morta e encaminhada para produção e comercialização de sua carne.

No entanto, há casos diferentes de esturjões, como por exemplo, os de aquacultura. Em casos como esses, deve se retirar as ovas da fêmea sem matar ela, pois assim ela pode continuar produzindo por mais tempo.

Como é feita a comercialização do caviar?

Como já dissemos, o caviar hoje é um tipo de alimento, que praticamente fica só entre a socialites. Para lhe explicar melhor, esse produto consegue render mais de milhões de dólares anuais. Basicamente, o preço do caviar pode chegar até R$ 6 mil reais ou até mais, por uma simples lata de 125 gramas. De uma forma geral, 1 kg do alimento pode custar 1.000 dólares.

snyder agro,identidade secreta do superman,superman,snyder cut
Pérola Hidratante de Caviar

Enquanto, as marcas mais baratas no Brasil podem custar cerca de 150 reais por 100 g. Agora deu para entender melhor porque eles estão mais presentes em festas de pessoas com uma renda a mais.

Contudo, o caviar mesmo ele sendo tão caro, ele não é utilizado somente na gastronomia. Ele também serve de ingrediente para a produção de alguns cosméticos para tratamento de rejuvenescimento da pele. Isso ocorre devido à uma substância nutritiva chamada vitelline, a qual é rica em fosfolípidos e fosfoproteínas.

Agora deu para entender melhor sobre o universo dos caviar? Ficou com vontade de experimentar essa beldade? deixe seu comentário!

Por AGRONEWS – com informações do R7

AGRONEWS – Informação para quem produz

Continue lendo


Tendências